Olá,

Anthony Pellicano é um antigo detetive privado que trabalhou para Michael Jackson nos anos 90. Nos últimos 15 anos esteve a cumprir uma pena de prisão por crimes como possessão de granadas e explosivos, intimidação e destruição de provas.

Esta sexta-feira, dia 22 de março, Pellicano é libertado da prisão… e promete causar ainda mais polêmica em torno de Michael Jackson, que tem sido duramente criticado depois do lançamento do filme ‘Leaving Neverland’, em que dois homens o acusam de abusos sexuais quando eram crianças.

No entanto, segundo o jornal ‘The Sun’, Pellicano diz que sabe de crimes “mais graves” cometidos por Michael Jackson, aparentemente “piores” do que pedofilia. E está a ameaçar revelar tudo em breve.

Recorde-se que Pellicano disse em 2018 que decidiu deixar de trabalhar para Michael Jackson depois de ter, alegadamente, descoberto coisas graves sobre o cantor.

Os maiores escândalos de Michael Jackson

Despedi-me porque descobri algumas verdades… ele fez coisas a crianças muito piores do que abuso sexual“, revelou no ano passado.

Curiosamente, Pellicano foi uma das pessoas que, em 1993, garantiram publicamente que a 1.ª acusação de pedofilia a Michael Jackson, do queixoso Jordan Chandler, não passava de uma tentativa de extorsão por parte do pai do rapaz.

Mais um que busca fama e dinheiro porque estava na cadeia e deve estar na pior.

Qual será o crime desta vez de Michael Jackson? Serial Killer? Dá um tempo!!!

Lyllyan

Fonte: Flash.pt