Olá,

Para a maioria de nós, a ideia de fazer sexo com máquinas frias e sem vida pode não parecer muito atraente, mas isso pode se tornar normal mais cedo do que pensamos.

O Dr. Helen Driscoll, da University of Sunderland, disse que os avanços tecnológicos no campo da realidade virtual e da robótica podem permitir o que ele chama de “tecno sexo”.

Ele também disse que as pessoas podem acabar se apaixonando por seus parceiros robóticos, dando preferência a relações sexuais com eles.

“Nós tendemos a pensar sobre questões como a realidade virtual e o sexo com robôs dentro das normas vigentes”, diz Driscoll.

“Mas se pensarmos nas normas sociais sobre o sexo há 100 anos atrás, veremos que as diferenças são radicais”.

“Como a realidade virtual está se tornando mais e mais realista, ela certamente será capaz de imitar ou mesmo aprimorar a experiência sexual com um parceiro humano. É concebível que alguns escolherão esta tendência, deixando de se interessar por parceiros humanos”.

As pessoas também podem acabar se apaixonando por seus parceiros virtuais.

Se mostra como o ser humano se tornou incapaz de se relacionar com outro ser humano.

Fonte: Yahoo