Olá,

O produtor norte-americano F. Marc Schaffel entrou com uma ação ontem,  22/02/10 contra o site TMZ por ter roubado uma entrevista de Debbie Rowe, ex-mulher do cantor Michael Jackson.

A entrevista foi gravada em 2003 e na época foram divulgados alguns, mas logo foi retirada do ar pela justiça por questões de confidencialidade e privacidade.

Em dezembro de 2003, quando Michael Jackson foi indiciado por pedofilia, policiais do condado de Santa Bárbara executaram um mandado de busca e apreensão na casa de Schaffel, onde a entrevista foi feita. Dois anos mais tarde, o xerife local entregou o material ao produtor, dizendo não ter repassados os trechos confidenciais a veículos de imprensa.

Porém, após a morte de Jackson, o TMZ veiculou a íntegra da entrevista, em que Debbie fala da necessidade do cantor em usar sedativo. Segundo o produtor, a declaração da ex-mulher da Jackson foi realizada em tom de brincadeira, mas foi tirada de contexto pelo site de celebridades, para reforçar a tese de que Michael morreu por overdose de medicamentos.

Na época, o TMZ alegou que obteve a entrevista de uma emissora de TV, mas depois confirmou que o material foi cedido por policiais de Santa Barbara. Na ação, Schaffel pleiteia indenização por violação de direito autoral. O autor diz ter perdido “milhões em potencial”, por causa da exposição dos trechos confidenciais.

Em janeiro, o produtor já havia aberto processo contra a emissora de TV Fox News, pela divulgação da mesma entrevista. A informação é da Reuters.

Se há uma profissão em Los Angeles que não fica desempregada nunca, é o Advogado. O tempo inteiro eles são contratos para processar os outros…

Lyllyan

Fonte: Reuters