Olá,

Uma lanchonete foi fechada na noite de sábado (11/07/2020) após um cliente encontrar um pedaço de dedo humano em uma esfiha comprada pelo delivery na Zona Norte de São Paulo.

Clientes relataram que haviam solicitado a esfirra fechada por delivery e, quando foram comer, se depararam com um dedo dentro do alimento. — Foto: Reprodução/Redes sociais

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), os policiais militares chegaram ao local quando alguns clientes se aglomeravam na frente do estabelecimento. “No local estavam as vítimas nas imediações do comércio e relataram que haviam solicitado a esfiha fechada por delivery, e quando foram comer, se depararam com um dedo dentro do alimento.”

Os policiais militares informaram que conversaram por telefone com o dono do estabelecimento, que informou que “um dos funcionários havia decepado o dedo cortando calabresa, que procurou, mas não achou e foi encaminhado ao hospital.”

O caso foi registrado no 20º Distrito Policial (Água Fria), mas será investigado pelo 9º DP (Carandiru) como crime contra as relações do consumo, perigo para a vida ou saúde de outro, localização/apreensão de objeto e lesão corporal culposa.

O cozinheiro informou à polícia que sofreu o acidente no cortador de calabresa na quarta-feira (8) e que foi socorrido e levado para o Hospital do Servidor Público, de onde já recebeu alta e faz tratamento complementar em casa até o momento.

Ele afirmou ainda que chegou a procurar o pedaço do dedo na comida, no chão da cozinha e no equipamento usado para cortar a calabresa, mas não encontrou.

O dono do estabelecimento disse à polícia que o estabelecimento ficou fechado desde o ocorrido, voltando a funcionar na sexta-feira (10).Os alimentos foram apreendidos para posterior encaminhamento aos peritos do Instituto de Criminalística. A parte do dedo encontrada na esfira foi apreendida e levada para o Instituto de Medicina Legal. Uma equipe e de peritos foi ao estabelecimento para verificar as condições sanitárias da lanchonete.

Era mais normal quando se encontrava cabelo, barata etc e tal nos alimentos hein…

Fonte: G1