Olá,

Os jurados do julgamento de homicídio culposo da morte de Michael Jackson deverão assistir nesta quarta-feira, 18/09/13, o testemunho em vídeo de um médico que supostamente deu ao cantor um poderoso anestésico durante sua turnê dos anos 1990.

Allan Metzger, que tratou o cantor por 15 anos, arranjou por duas vezes médicos alemães para administrar o anestésico propofol em Michael Jackson em um quarto de hotel quando o cantor estava tendo problemas para dormir durante uma temporada de shows no país, a sua ex-mulher Debbie Rowe testemunhou sobre isto no último mês.

O depoimento de Rowe forneceu a primeira evidência de que Michael Jackson tinha um histórico de usar medicamentos ou que ele havia usado como um auxílio para dormir antes dos dias que antecederam a sua morte, em junho de 2009, quando o cantor estava lutando contra a insônia , enquanto se preparava para seu reorno.

Mais um para falar a mesma coisa…

Lyllyan

Fonte: Los Angels Times