Olá,

Ministério Público que cuida do caso de homicídio culposo do Dr. Conrad Murray quer impedir todas as testemunhas relacionadas sobre as alegações de que Michael Jackson molestou crianças.

0825_michael_jackson_EX

De acordo com os documentos obtidos pelo TMZ… O Ministério Público pediu para o juiz Michael Pastor impedir que Steve Robel, investigador chave de Santa Barbara County Sheriff do julgamento de abuso sexual em 2005 de Michael Jackson, deponha em defesa de Murray.

Robel está na lista de testemunhas de defesa do médico.

De fato, os promotores querem que todas as referências sobre o abuso sejam impedidas no julgamento de Murray, por não terem nada a ver com a morte de MJ e estariam apenas inflando o júri.

O Ministério Público também pediu ao juiz para impedir o depoimento de alguns médicos que cuidavam de Michael Jackson, pois eles não estavam mais envolvidos com Michael Jackson no dia de sua morte.

Está solicitação é importante, pois poderá trazer um enorme impacto sobre o caso.

A defesa vai argumentar que dezenas de médicos tinha viciado MJ com medicamentos prescritos incluindo o Propofol, portanto estes médicos são em grande parte responsáveis pela condição que Michael se encontrava no dia em que ele morreu.

O juiz Michael Pastor ainda não se pronunciou sobre os pedidos.

E continua a palhaçada para este julgamento… O que tem haver os depoimentos do julgamento de 2005 num caso onde alguém morreu? Ah para!!!

Lyllyan

Fonte: TMZ