Olá,

Cultura não é demais e sempre bom conhecer outros costumes de outros países.

Você já imaginou como seria sua vida se Domingo fosse dia útil? Se você tivesse que acordar à s 5:30 da manhã de todos os domingos para deixar os filhos na escola e depois ir trabalhar? E se o seu dia de folga fosse às sextas feiras?

Pois então, assim funciona os fins de semana nos países islâmicos.

No Oriente Médio os dias úteis são de domingo à quinta, enquanto os fins de semana são reservados a sexta feira e ao sábado.

Entenda por que cada religião tem o seu dia sagrado e como isso influencia no funcionamento da semana.

Sábado dia sagrado dos Judeus

Na Religião Judaica o dia sagrado é o sábado, que representa o sétimo dia da semana. A Torá (Lei Judaica) afirma que Deus criou o mundo em seis dias e descansou no sétimo dia, ordenando assim que descansássemos também. No dia do shabbat (de onde derivou a palavra latina sabatu), não é permitido trabalho, festas, passeios ou agitação. Do pôr do sol da sexta feira ao pôr do sol do sábado o tempo é reservado a reflexão.

Domingo dia sagrado dos Cristãos

No cristianismo, o domingo do latim “dies domini”, dia do senhor é o dia reservado à tranquilidade e as preces. Não é a toa que a maioria dos católicos faz questão de “ir à missa de domingo”, dia de celebrar o Senhor.

A escolha desse dia da semana como dia sagrado tem relação, principalmente, com a ressurreição de Cristo, que ocorreu no primeiro dia da semana, depois do shabbat judaico.

Sexta Feira- dia sagrado dos Muçulmanos

Embora os muçulmanos não comemorem o sábado como judeus e o Domingo como os  cristãos, eles têm um dia de oração que é muito parecido com o de outras religiões.

Este dia é sexta-feira, na verdade, a própria palavra para sexta-feira (Jumah) em árabe vem do nome para a oração especial (salat al Jumah) , que é o dia da congregação.

Foi na sexta feira, pouco antes do pôr do sol, que Allah criou  o profeta Adão; é o dia em que Adão entrou nos jardins celestiais, o dia em que ele foi expulso e também o dia em que morreu. Sexta-feira é o dia em que o profeta Moisés e o seu povo atravessaram o Mar Vermelho para ficarem a salvo da perseguição de Faraó e, acreditam que será em uma sexta-feira o Dia do Julgamento Final.

Por isso, a partir do meio dia de sexta-feira os muçulmanos se reúnem para oração coletiva obrigatória nas mesquitas do mundo todo para a celebração da “salat al jumah” – todos os outros dias da semana muçulmanos podem rezar em privado nas suas casas. Em torno do meio dia, todos os Minaretes das mesquitas tocam a chamada para as orações, que é semelhante aos sinos das igrejas no Cristianismo, chamando os fiéis a adorar, embora a chamada, em si, é uma oração retirada do Corão.

Como funciona a sexta feira para os muçulmanos

É uma tradição tomar um bom banho e fazer as abluções (higiene realizada antes da oração). A seguir, colocar um perfume agradável e as melhores roupas, as mais limpas, e dirigir-se a mesquita, caminhado de maneira pausada e digna.

Os sermões da sexta-feira (khutba) são lições, nas quais os Imames (dirigente do culto islâmico)  tratam dos problemas que surgiram na sociedade durante a semana, transmitem os seus ensinamentos, os seus conselhos e as suas orientações. Reunindo-se uma vez por semana os muçulmanos desenvolvem a unidade, cooperação e coesão entre eles.

Acreditam que a caridade dada neste dia é mais virtuosa do que os outros dias da semana.

Morrer na sexta-feira, durante o dia ou à noite, é um sinal de um bom final, eles acreditam que quem morre nesse dia estará protegido contra o julgamento.

Como funciona sexta feira para quem reside ou visita os países islâmicos

Sexta-feira é um feriado semanal, entretanto, não há encerramento obrigatório das empresas exceto durante o tempo da oração congregacional, onde os estabelecimentos fecham durante cerca de uma hora.

Nos shoppings de Doha as lojas e restaurantes ficam fechados pela manhã e abrem após o horario da oração, por volta das 13 horas.

Os supermercados abrem pela manhã, fecham as portas para a oração do meio-dia, e reabrem ao final da mesma.

Escolas e repartições públicas permanecem fechadas durante todo dia.

Certifique-se anteriormente sobre os horários dos museus e galerias que também são alterados.

Espero que nesta Copa do Mundo no Qatar, as pessoas possam respeitar a cultura deles e não queiram implantar a cultura a alheia por lá.

Fonte: Qatar News