Olá

Segundo Corey Cappsele tinha um inimigo mortal, e depois de meses sendo perseguido conseguiu a sua redenção. Essa não é nenhuma história de vingança, mas sim a saga de um pescador da Flórida que passou os últimos dois meses sendo supostamente perseguido por um jacaré de 450 quilos.

Corey ao lado de suas filhas e o jacaré que caçou

De acordo com Capps, o réptil o perseguia toda vez que ele saía para pescar no rio Apalachicola, e isso teve um fim em outubro, quando encontrou o jacaré de quatro metros de comprimento na margem do curso de água.

No dia seguinte, ligou para o seu amigo Rodney Smith, que tem uma licença para caçar animais desse tipo, e o encontraram no mesmo lugar que Corey o tinha avistado no dia anterior.

“Eu vi o animal três vezes nos últimos dois meses, eu voltei lá para pescar e ele me perseguiu… Então notei que estava acontecendo algo entre nós dois”, afirmou Capps ao site WJHG. A surpresa de ter encontrado o jacaré no mesmo lugar que no dia anterior só não foi maior que da dupla de pescadores quando se depararam com o tamanho total do réptil.

Os dois demoraram três horas para remover o animal do local de abate, que foi levado para um centro de reciclagem local para ser pesado. A cabeça do réptil e as patas dianteiras ficaram com Corey, enquanto o resto foi vendido para uma empresa de processamento, um troféu e tanto para o pescador.

Como comentei no post do tubarão com duas cabeças, o ser humano não deixa nada viver em paz.

O cara sai da casa dele, invade o habitat do jacaré, o mata, e diz que o jacaré o perseguia como se o jacaré tivesse ido até a casa dele;

Fonte: Aventuras na História