Olá,

Aaron Carter fez algumas afirmações em sua recente entrevista à “Vlad TV”, incluindo por que Michael Jackson gostava de sair com crianças.

Aaron Carter afirma que Michael Jackson explicou para ele por que ele gostava sempre de estar com crianças

Se há uma estrela infantil que certamente mudou da imagem completamente limpa que uma vez manteve, é Aaron Carter. O ex-garoto-estrela agora tem 32 anos e, nos últimos anos, esteve envolvido em algumas manchetes aonde recebeu diversas críticas. Além de tatuagens inspiradas por Rihanna e discussões na Internet com seus parentes, ele foi até excomungado por seus irmãos. Carter se tornou uma figura controversa com suas palhaçadas, mas ele avança com sua carreira musical com sua noiva ao seu lado.

O cantor recentemente se sentou com Vlad TV para conversar sobre seus dias com Michael Jackson, já que ele e a lenda da música estavam perto quando Carter era mais jovem. Aaron Carter parece falar regularmente sobre sua amizade com o falecido rei do pop e, durante sua conversa com Vlad, Carter afirma que certa vez perguntou a Michael Jackson por que ele gostava de passar tanto tempo com crianças.

“Ele começou a rir e disse: ‘ Porque a melhor maneira de a indústria musical permanecer relevante é sempre colocando uma mensagem positiva nos jovens e mostrar para eles diferentes aspectos da vida’”, afirmou Carter. Ele então alega que falou com Jackson apenas algumas semanas antes de morrer e o ícone da música lhe disse que ele não aguentava mais viver a vida.

Aaron Carter, hoje com 32 anos, já era um bem famoso no início dos anos 2000, quando tinha apenas 12 anos. Irmão de Nick Carter, caçula da boy band Backstreet Boys, Aaron veio a público defender as acusações de pedofilia contra Michael Jackson, morto em 2009, assim que saiu o documentário ‘Leaving Neverland’ que foi exibido na HBO. No longa, James Safechuck, de 41 anos, e Wade Robson, de 36, afirmam que foram vítimas de abuso sexual em Neverland, o famoso rancho onde Michael morou durante muitos anos.

Aaron, então, disse que não acredita nas acusações de James e Wade. “Por que não o acusaram quando ele estava vivo? Por que não o fizeram quando ele estava sendo alvo de várias acusações?”, questiona ele. “Eu lembro de me divertir muito com Michael. Eu tinha cerca de 15 anos, eu ficava na casa dele, no quarto dele, e é muito difícil para mim entender que minha experiência com ele foi gentil, linda, amável e reconfortante”, completa Aaron, que em 2004 revelou que conhecia Michael desde 2001, ou seja, quando tinha apenas 13 anos.

“Você é um homem adulto quando Michael estava vivo, você está do lado dele, puxando o saco dele, está em um tribunal e sob juramento. Aí, quando ele morre, você decide revelar a verdade? Você está pisando em cima do túmulo de uma lenda”, ainda disparou na ocasião.

Em 2004, quando Michael ainda era vivo, Aaron já havia revelado que nada inapropriado acontecia entre ele e Michael. “Nada aconteceu entre nós. Não dormimos no mesmo quarto, não dividimos uma cama. Temos uma amizade normal. Não há nada sexual nela”. Aaron e Michael também chegaram a cantar juntos em 2004, quando lançaram ‘What More Can I Give’, uma canção que reuniu astros como Beyoncé, Céline Dion, Ricky Martin, Usher, Nick Carter, Justin Timberlake, Mariah Carey e Shakira com renda convertida para a caridade.

Confira abaixo a entrevista em inglês.

Aaron Carter só confirmou o que sabemos, Michael Jackson não cometeu nenhum crime.

Lyllyan

Fonte: Portal Rap Mais