Olá,

Em audiência ocorrida nos Estados Unidos na última quinta-feira (25/06), acompanhada por @karmousaG, foi decidido que os casos de Wade Robson e James Safechuck contra as empresas de Michael Jackson serão separados. Os dois processos vinham sendo analisados de forma conjunta, mas o magistrado entendeu que isso prejudica a análise do júri, já que o caso de Wade Robson está mais adiantado.

Michael Jackson

A decisão foi proferida apesar da objeção de Vince Finaldi, advogado de Wade Robson e James Safechuck, que argumentou que os homens serão testemunhas nos dois processos e de que se trata apenas de casos de abuso processados através de empresas.

Foram fixadas as datas de 8 de setembro de 2020 (nova audiência) e 14 de junho de 2021 (julgamento) no caso de Wade Robson e 16 de outubro de 2020 (audiência) no caso de James Safechuck, que terá os recursos reanalisados. Essas datas estão sujeitas a alterações, uma vez que o Espólio de Michael Jackson ainda vai entrar com recursos e tentar que os casos sejam dispensados dos tribunais.

A notícia foi recebida com relativo otimismo por quem acompanha de perto os processos.

James Safechuck é visto como mais “fraco” que o de Wade Robson (tendo inclusive nascido dele, uma vez que Jade Safechuck alega ter se “lembrado” do suposto abuso apenas após ver Wade Robson falando na TV em 2013, depois buscando a mesma firma de Robson para representá-lo) e, portanto, mais suscetível a ser dispensado.

Quanto a Wade Robson, acredita-se que a nova etapa de averiguação documental, que está ocorrendo nesse momento, trará à tona ainda mais inconsistências e evidências de perjúrio e ocultação de provas que em seu processo original contra as empresas de Michael Jackson (2013), aumentando as chances do Espólio.

Também vale lembrar que Thomas Mesereau, advogado de defesa de Jackson no julgamento de 2005, visto como a figura fundamental por trás da absolvição do cantor, recentemente passou a fazer parte da equipe do Espólio, podendo novamente revelar-se essencial para um resultado favorável.

Wade Robson e James Safechuck não compareceram, mas Dan Reed e seu assistente estiveram presentes e filmaram parte da audiência. O diretor de ‘Leaving Neverland’ pediu permissão para filmar os procedimentos judiciais, o que lhe foi concedido, mas com uma série de restrições.

Wade Robson e James Safechuck são dois encostos que não largam Michael Jackson.

Lyllyan

Fonte: MJBeats – Manu Bezamat @manuelabezamat