Olá,

Lisa Marie Presley tentou salvar Michael Jackson ao se casar com o astro pop, em 1994. Em uma entrevista à Rolling Stone EUA, a filha de Elvis Presley. revelou detalhes da relação com o marido e as polêmicas que o cercavam.

None

Os dois se conheceram pela primeira vez durante a adolescência de Lisa. Na época, ela mantinha um relacionamento com Danny Keough, com quem se casaria mais tarde, e não demonstrava interesse no cantor.

Contudo, anos mais tarde,  Michael Jackson e Lisa retomaram o contato e se aproximaram cada vez mais até assumirem um relacionamento. Segundo Lisa, o cantor fez questão de ser sincero e mostrar o lado engraçado dele.

“Ele foi muito verdadeiro comigo desde o início. Ele, imediatamente, fez toda essa explicação sobre o que sabia sobre as opiniões das pessoas em relação a ele e o que era verdade.”

A artista também revelou que o músico gostava das polêmicas e acusações contra ele, pois acreditava que elas criavam uma imagem misteriosa e legal. Por isso, Michael Jackson manipulava a mídia e escondia a verdadeira personalidade.

“[As polêmicas] tornaram ele misterioso e eu acho que achava isso legal. Mas, então, saiu pela culatra, como sempre acontece […] Mas quando você [conhece ele]… Ele não chegou onde chegou porque era um idiota. Você vê a verdadeira pessoa, que é o contrário do que ele estava apresentando”.

Além disso, Lisa contou que o músico tinha a capacidade de atrair a pessoas com a imagem de “vítima”. Ela disse: “Você é ‘sugado’ pela persona ‘coitada, pessoa não compreendida’… Eu não resisto a isso.”

Ela completou: “Eu entrei nesse buraco, nessa coisa de ‘Eu vou te salvar’ […] Eu achava que toda essas coisas que ele fazia [por exemplo, filantropia] eram incríveis e talvez nós poderíamos salvar o mundo juntos. Ok. Oi. Eu estava delirando. Eu tive uma visão romântica na minha cabeça de que eu poderia salvá-lo e nós poderíamos salvar o mundo”.

Em 1996, o casal se separou por causa de “causas irreconciliáveis”, contudo, Lisa deixou claro que o cantor nunca deu indícios de abuso infantil e, caso tivesse dado, ela seria a primeira a questioná-lo sobre o crime.

“Eu seria a primeira a dizer: ‘Seu filho da p***, eu tenho crianças. Mas eu nunca vi nada disso […] Eu acreditei nele, porque ele era tão convincente. Eu não sei… Eu apenas acreditei em tudo o que ele disse por alguma razão.”

Até hoje penso que Lisa se arrependeu de ter deixado Michael Jackson.

Lyllyan

Fonte: Rolling Stone