Olá,

Exposto em uma vitrine na faculdade de medicina do hospital de Londres, o fascinante esqueleto de Joseph Merrick — conhecido como O Homem Elefante — atraiu a atenção de um espectador tão atrativo quanto às ossadas, Michael Jackson.

Trecho do clipe Leave Me Alone, em que Michael dança ao lado de Homem Elefante

O popstar era muito fã do filme Homem Elefante, de 1980 dirigido por David Lynch, que conta a história de um rapaz com deformações físicas causadas por uma anomalia genética. O empresário de Michael, Frank Dileo, divulgou que havia um interesse por parte do cantor em comprar o que restou de Merrick.

A história repercutiu mal na mídia americana, que começou a tratar Michael Jackson como louco e descompensado por querer ter um item tão estranho. No Reino Unido, o rei do pop passou a ser chamado de Wacko-Jacko, algo como Jack doido, em tradução livre.

Em 1993, vários anos depois da história ter vindo à tona, Michael falou abertamente sobre o caso durante uma entrevista dada à Oprah Winfrey, e afirmou que não se passaram de boatos e que nunca quis adquirir os ossos do homem.

No clipe da música ‘Leave Me Alone’, Michael Jackson  faz um apelo para que os jornais deixem ele em paz e parem de publicar notícias fantasiosas a seu respeito. O videoclipe faz menção à diversas histórias que permearam a vida privada de Jackson, entre elas, ele aparece dançando com um esqueleto humano com cabeça de elefante.

Joseph Merrick viveu na Inglaterra do século 19. Sendo participante de circos itinerários, o homem elefante chamava atenção da alta classe europeia, devido à sua estranha aparência, que lhe causava deformações severas no corpo devido à uma patologia que até hoje não é consenso entre os pesquisadores.