Olá,

Michael Jackson voltou a ser centro das atenções neste ano com o polêmico documentário ‘Leaving Neverland’, em que os supostos casos de abuso cometidos pelo cantor ganharam novos caminhos. Agora, a questão é com seu ex-empresário, que quer parte da herança do astro em julgamento marcado para a próxima semana.

Timothy A. CLARY / AFP

Segundo o THR, Tohme Tohme, um homem tratado como misterioso e que entrou na vida do cantor em 2008, conseguiu um julgamento referente a um processo aberto em 2012 em que ele pede 15% de tudo o que foi recebido pelo espólio de Michael Jackson no ano passado.

Ele alega que forneceu “conselho, orientação e trabalho hábil” para melhorar a imagem do músico e ainda foi diretamente responsável pela última turnê do astro. Ele ainda quer uma compensação financeira relativa a “This is It”, o documentário sobre a turnê que Michael Jackson faria. O projeto arrecadou mais de US$ 260 milhões nos cinemas. Enquanto era empresário do cantor, Tohme recebia US$ 35 mil por mês e 15% de comissão. Os responsáveis por cuidar da fortuna do rei do pop afirmam que ele foi demitido antes da morte de Michael e que roubou dinheiro do artista. O empresário nega.

O julgamento ainda vai explorar como era a relação entre Michael Jackson e Tohme, sendo que os últimos dias do músico serão esmiuçados pela defesa. Entre as testemunhas estarão a mãe do cantor, Katherine Jackson, e seu irmão Jermaine. Segundo a Forbes, o espólio de Michael Jackson aumentou mais de US$ 2 bilhões desde sua morte. Apenas em 2016, ele recebeu US$ 825 milhões. A estimativa é que o rei do pop conseguiu mais de US$ 4 bilhões com shows, propagandas e vendas de música durante sua vida.

Para tomarem o dinheiro de Michael Jackson a qualquer custo, ninguém acha que é dinheiro de assédio né…

Que este Tohme Tohme, vá tomar em algum lugar…

Lyllyan

Fonte: UOL