Olá,

Três anos após a sua morte e contendo imagens inéditas e o rascunho manuscrito do que seria ‘Purple Rain’, a autobiografia inacabada de Prince será publicada em Outubro. ‘The Beautiful Ones’ é editada pela Random House que em 2016 convidou Prince a escrever o seu primeiro livro, precisamente a sua biografia. Prince morreria em abril desse ano com a obra inacabada e agora esse projeto foi recalibrado, incluindo um excerto do que conseguiu escrever das suas memórias e a reprodução de alguns dos seus blocos pessoais.

PÚBLICO -

“The Beautiful Ones é a história de como Prince se tornou Prince – um relato na primeira pessoa de um miúdo a absorver o mundo à sua volta e a criar uma persona, uma visão artística e uma vida antes dos êxitos e da fama que o definiriam”, explica a Random House em comunicado. A editora detalha como ‘The Beautiful Ones’ inclui fotografias inéditas, livros de recortes, cadernos de letras e outros escritos da coleção do músico de Minneapolis que morreu em 2016 aos 57 anos. Um músico dotado e uma superestrela, “o seu acto criativo mais ambicioso foi tornar Prince Rogers Nelson, nascido no Minnesota, em Prince, a maior estrela pop da sua era”, diz ainda a Random House.

O livro está dividido em quatro partes, sendo a primeira delas as memórias em que estava a trabalhar antes de morrer; depois, detalha a editora, o seu início de carreira é passado em revista muito através dos seus blocos de notas e recortes, que contam com imagens e textos de Prince; a terceira parte é integralmente composta por imagens e a quarta são os estudos e versões iniciais de ‘Purple Rain’. A introdução é do escritor (e editor da revista literária Paris Review) Dan Piepenbring, que trabalhou com o músico nos seus últimos meses de vida neste projeto.

O livro começou a ser escrito antes da sua morte, por overdose acidental, a 21 de Abril de 2016. O músico revelou a existência do plano para uma autobiografia escassas semanas antes de morrer, quando falava com jornalistas e fãs num clube noturno em Nova Iorque durante um pequeno concerto que visava precisamente anunciar o plano de uma autobiografia de um músico reconhecidamente reservado.

Na altura, detalhou que o seu irmão Dan Nelson estava a ajudá-lo com essa tarefa, que cobriria as memórias de infância – “desde a minha primeira recordação” – e de carreira – “até ao Super Bowl” onde actuou em 2007 – do autor de Paisley Park.

A data de lançamento mundial do livro, que é editado por Chris Jackson, é 29 de Outubro.

Fonte: Ípsilon