Família de Michael Jackson reage a documentário e lança filme rebatendo acusações de abuso sexual


Olá,

Depois do lançamento de “Leaving Neverland”, um polêmico documentário da HBO que abrange vários depoimentos de duas supostas vítimas de serem abusadas sexualmente pelo artista Michael Jackson, durante a infância e pré-adolescência delas. A família Jackson, lancou “Neverland Firsthand: Investigating the Michael Jackson documentary”, tentando preservar a imagem e o legado do astro. Dirigido por  Eli Pedraza, o documentário foi lançado na plataforma do YouTube.

Michael Jackson (Foto: Reprodução)

Brad Sundberg, participa do “Neverland Firsthand falando como era a rotina dentro de Neverland”, uma vez que durante toda sua trajetória ele estava presente no rancho frequentemente.  Nem em um milhão de anos eu vi uma criança perto de Michael Jackson que parecia ter sido assediada, magoada, abusada. [Neverland] era um lugar tão pacífico, seguro e divertido“, disse Brad.

Os depoimentos de Brandi são ainda mais polêmicos, pois ela afirma ter namorado com uma das vítimas de  “Leaving Neverland” o Wade Robson.  Ele sempre foi um oportunista, sabe como se posicionar em situações diferentes que irão beneficiá-lo financeiramente. Ele está dizendo que esteve em um relacionamento com meu tio, que eles estavam apaixonados e que eles estavam tendo um relacionamento. Ele está dizendo que meu tio o manteve longe das mulheres, o que não é verdade. Nós estávamos justamente falando sobre como meu tio nos uniu. Isso desacreditaria as coisas que ele está tentando dizer, e acho fascinante que ele ache que é capaz de apagar 10 anos de sua vida“, conta ela.

“Quando você tem uma certa gentileza, as pessoas se aproveitam disso“, disse Taj Jackson defendendo seu tio. Desde o lançamento do documentário que julga Michael Jackson, a família do astro está sempre o defendendo, pelo fato  dele não estar mais vivo para se declarar. Uma ação no valor de  US$ 100 milhões contra a HBO, foi lançada pela quebra de algumas cláusulas.

Prestes a completar dez anos de sua morte trágica e que comoveu o mundo, o cantor Michael Jackson foi envolvido em uma grande polêmica. É que um fantasma do passado, que tanto atrapalhou sua carreira, voltou. Dois homens, James Safechuck e Wade Robson, acusam o cantor de abuso sexual, e trouxeram o assunto de volta em um documentário chamado Deixando Neverland.

Acontece que a pesquisa ampla de um biógrafo pode colocar toda essa história por água abaixo. O responsável pelo livro Making Michael revela ter encontrado evidências suficientes para inocentar o astro do pop baseado em palavras dos dois que o acusam. Segundo ele, existem diversos documentos com contradições e inconsistência nas denúncias de abuso sexual de menores.

Em um dos depoimentos, a mãe de um dos rapazes alegou que os abusos começaram quando a família viajou para o Grand Caynon e que o filho ficou no rancho apenas com Michael. Em testemunho dado em 1993, no entanto, a mulher declarou que o filho estava com ela durante a ida ao Arizona.

Este documentário sim, devemos assistir.

Lyllyan

Fonte: O TV Foco

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: