Olá,

Corel Feldman voltou atrás quanto às críticas que fez ao documentário ‘Leaving Neverland’, que revela denúncias de abuso sexual contra Michael Jackson. Feldman, que conviveu durante sua infância com o cantor, afirmou que é importante “considerar todos os lados da polêmica, mesmo que seja desconfortável”.

Resultado de imagem para corey feldman e michael jackson

“Você é uma criança que sofreu abuso sexual e, nesse período, vejo alguém como Michael Jackson como um amigo, uma figura de irmão mais velho. Ele era essa pessoa para mim. No entanto, enquanto você é amigo desse cara, de repente você começa a ouvir mais e mais acusações vindas de várias pessoas. Chega a um pouco em que, como um defensor das vítimas e um defensor de mudanças para garantir que as vozes das vítimas sejam ouvidas, fica impossível não considerar o que está sendo dito pelas vítimas”.

Na última segunda-feira (4), Feldman disse que o filme era parcial e que ele nunca foi abordado de forma sexual por Michael Jackson.

No Brasil, o filme terá sua primeira parte exibida em 16 de março, às 20h, e a parte final no dia seguinte, também às 20h, no canal HBO.

Até pensei que o Corey Feldman era amigo de Michael Jackson, mas na verdade é uma “maria vai com as outras”.

Lyllyan

Fonte: Omelete