Olá,

Se estivesse vivo, Michael Jackson teria completado 60 anos na última quarta-feira (29). O rei do pop faleceu em 2009, vítima de overdose provocada pelo uso excessivo de medicamentos controlados, deixando três filhos: Prince (21 anos), Paris (20 anos e Blanket (16 anos).

Desde então, o faturamento do cantor só aumentou. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, às vésperas da sua morte, o astro somava uma dívida no valor de US$ 500 milhões em impostos, valor que ainda está sendo negociado por seus representantes legais com a Justiça dos Estados Unidos.

No último ano, os direitos pelo clássico “Thriller” renderam mais de US$ 2 milhões. Neste mesmo período, a empresa responsável pela administração do legado do cantor acumulou US$ 18,8 milhões em merchandising.

Isso significa que, em apenas 12 meses, a fortuna dos herdeiros de Michael Jackson cresceu em torno de US$ 74 milhões. No panorama geral, de 2009, ano do seu falecimento, até hoje, o cantor faturou US$ 900 milhões.

Por outro lado, nos últimos anos foram gastos US$ 10,8 milhões na aquisição de uma mansão em nome dos filhos do astro, US$ 85 mil na compra de um carro para atender à equipe de segurança dos herdeiros, US$ 70 mil na compra de um veículo para o primogênito do cantor e US$ 28,5 mil em uma viagem dos irmãos ao Havaí.

Além disso, US$ 1 milhão da fortuna acumulada foi para a quitação de dívidas da sua mãe, enquanto que US$ 257 mil foram destinados à administração da residência da Katherine Jackson.

TJ, primo de Michael Jackson, permaneceu com a guarda das crianças durante um tempo. Neste período, a cada duas semanas US$ 5,7 milhões eram destinados para suas despesas.

É fora da realidade do ser humano comum gastar em duas semanas 5,7 milhões. Fala sério!

Lyllyan

Fonte: Na Telinha