Olá,

Os fãs de Michael Jackson em todo o mundo vão sentir uma grande sensação de vitória, já que a Sony Music admitiu finalmente no tribunal que eles lançaram três faixas falsas cantadas por um imitador. Essas músicas, ‘Breaking News’, ‘Keep Your Head Up’‘Monster’, apareceram no primeiro álbum póstumo da lenda, Michael’ , em 2010. Ele estreou no número 3 na Billboard 200 com vendas na primeira semana de 228k.

Quando a Epic Records e a Sony Music Entertainment lançaram o álbum, houve uma seção de fãs que alegaram que algumas das faixas do álbum não foram cantadas por Michael Jackson, mas por um impostor. A mãe de MJ, Katherine Jackson, acreditava no mesmo. Eis uma pequena história do caso: Em 2014, uma fã chamada Vera Serova, entrou com uma ação da Class Action contra o amigo de longa data de Michael Jackson, Eddie Cascio, e sua produtora, Angelikson Productions LLC, acusando-os de criar músicas falsas e depois vendê-las se fazendo por Michael Jackson para a propriedade de Michael Jackson e Sony Music Entertainment. Michael Jackson era amigo dos irmãos Cascios desde os anos 1980, e muitas vezes os chamava de sua “segunda família”. James Porte, supostamente co-autor de doze canções controversas de Michael Jackson, incluindo as três mencionadas acima, também estava implicado no caso.

Cascio e Porte alegaram que essas músicas foram gravadas no porão de Cascio em Nova Jersey em 2007, mas não forneceram nenhuma evidência concreta para apoiá-lo. Serova argumentou no Tribunal Superior de Los Angeles que as canções eram falsas e executadas por um imitador chamado Jason Malachi. Serova citou várias inconsistências na forma como essas músicas se concretizaram, que são apoiadas por um relatório de 41 páginas do audiologista forense Dr. George Papcun, que concluiu pela pesquisa que as canções não foram cantadas por Michael Jackson. Dê uma olhada nos documentos do tribunal abaixo.

Quanta pilantragem! Estávamos certos!

Lyllyan

Fonte: Portal Rap Mais