Olá,

Declarações surpreendentes de Doug Goldstein, antigo manager dos Guns N’ Roses.

Doug Goldstein, manager dos Guns N’ Roses, revelou ao podcast GNR Central que foi uma canção de Michael Jackson, “Give In To Me”, que precipitou o fim da banda e das relações entre Slash e Axl Rose.

Isto porque a canção, que conta com a participação de Slash, foi gravada pouco tempo após uma entrevista de Axl Rose em que este revela ter sido vítima de abuso sexual pelo pai, em criança.

“O Axl dá uma entrevista em que revela o seu segredo mais negro e escondido, e dois meses depois o Slash entra na minha sala e diz que vai colaborar com o Michael Jackson. Não pode ser”, explicou Goldstein.

“Disse-lhe que precisava de falar com o Axl, de lhe explicar porque é que ele [Slash] andava a dar-se com um pedófilo. E ele disse-me que já estava tudo negociado, que o Axl ia receber um x de dinheiro, e que ele próprio ia receber um televisor gigante”, continuou.

“Esse foi o princípio do fim, foi o momento que selou o fim da banda”, disse. “O Axl nunca mais pensou no Slash como um irmão. A melhor coisa que fiz foi deixar que o Axl soubesse o que os outros pensavam dele, porque ele adorava-os. Pensava que eles percebiam o quão destroçada estava a sua vida”.

É muita ignorância envolvida…

Lyllyan

Fonte: Blitz