Olá,

Eles se conhecem na Internet. Brandon Vezmar, de 37 anos de idade, convida a crush para ver ‘Guardiões da Galáxia Vol. 2’ na cidade de Austin, Texas. Ela usa o celular. Ele diz que a luz está incomodando, mas ela continua usando.

De acordo com Vezmar, a troca de mensagens no celular ocorreu 10 a 20 vezes no intervalo de 15 minutos. Ela contesta que só usou o aparelho duas ou três vezes, com a luminosidade baixa, e que isso “não atrapalhou ninguém”. Irritada, a dona do celular – que teve o nome protegido – se levantou e foi embora.

Até aí, seria apenas uma história de primeiro encontro fracassado. Mas Vezmar foi além: ele está processando a mulher, exigindo a indenização de US$17,31, o valor exato do ingresso 3D de ‘Guardiões da Galáxia Vol. 2′ no cinema Barton Creek Square.

Segundo a petição enviada ao tribunal de pequenas causas de Austin, Vezmar teve a sua experiência cinematográfica afetada por uma “violação direta” das regras do cinema. Ainda de acordo com a petição, “Embora a indenização pedida seja modesta, o princípio é importante pois o comportamento da ré constitui uma ameaça à sociedade civilizada”.

Procurada pelo site ScreenCrush , a ré disse que não tem pretensão de reembolsar Vezmar, porque “foi ele que me convidou”.

É uma pena. Eles pareciam o par perfeito.

As pessoas perderam totalmente a noção e o bom senso quanto a utilização do celular.

Fonte: Terra