Facebook apresenta ferramenta de prevenção ao suicídio e novas opções de gênero


Olá,

O Facebook apresentou duas novas atualizações: uma que permite alertar organizações de prevenção ao suicídio sobre usuários que façam posts suspeitos; e outra que permite ao próprio usuário digitar com qual gênero se identifica, além das 56 opções apresentadas ano passado.

Facebook no navegador

O alerta de posts suicidas é um projeto em conjunto com Suicide Prevention Lifeline e Now Matters Now, organizações de prevenção ao suicídio dos Estados Unidos. A novidade funciona da seguinte forma: se um amigo postar algo suspeito na rede, uma ameaça de suicídio, por exemplo, você poderá alertar o Facebook da mesma forma que alerta um post de spam ou com conteúdo de ódio.

A próxima vez que este usuário logar na rede, ele receberá uma mensagem com informações de contato destas organizações, além de ser encorajado a conversar com um especialista. No entanto, ele só recebe a mensagem depois de terceiros avaliarem a denúncia. A avaliação é necessária para evitar que pessoas fazendo bullying possam piorar ainda mais a situação. A atualização ficará disponível pouco a pouco no decorrer dos próximos meses, mas apenas nos Estados Unidos, por enquanto.

Gênero

Ano passado, o Facebook adicionou às restritivas opções de gênero “Masculino” e “Feminino” outras 54 possibilidades de identificação, incluindo assexual e poligênero. Agora, esta nova atualização dá o poder ao usuário: um espaço em branco onde ele pode digitar a própria identificação. Alison C.K. Fogarty, pesquisadora de identidade de gênero da Universidade de Stanford, disse à Associated Press que este controle é um passo significante para o reconhecimento social da comunidade trans. “Rótulos e identidades são poderosas, uma vez que dão sentido à comunidade”, explica.

A novidade, infelizmente, só está disponível para um pequeno número de usuários e não está disponível no Facebook em português, que ainda mantêm somente as opções “masculino” e “feminino”. [AP, Time]

ATUALIZAÇÃO: O Facebook adicionará a partir desta segunda (2) um total de 17 categorias de gênero para usuários brasileiros, entre elas homem transexual, travesti, pessoa trans, cross gender e outras. Além das categorias, o usuário também poderá digitar com qual gênero se identifica, como foi integrado ao Facebook em inglês americano. O usuário poderá também identificar o pronome com qual ser identificado, seja ele masculino, feminino ou neutro.

Captura de Tela 2015-03-02 às 18.27.50

Este trabalho de expandir as identidades de gênero na rede permanece em contínua construção, conforme diz Bruno Magrani, líder de políticas públicas do Facebook Brasil. “Nosso principal objetivo é dar às pessoas uma maneira de se expressarem de forma autêntica, assim, nossa intenção é que não seja algo estático, mas que acompanhe as mudanças e as necessidades da nossa comunidade”, diz. A funcionalidade foi inaugurada primeiramente nos Estados Unidos, em 2014, mas expandiu para o Reino Unido, Canadá, Austrália, França, Espanha, Itália, Alemanha, Dinamarca e Argentina. Cada país tem as próprias definições que variam de acordo com as comunidades locais, como nos Estados Unidos, onde são oferecidas 56 opções de identidade de gênero.

Só acredito que a prevenção do suicídio deveria funcionar mais rápido e disparar um aviso aos familiares adicionados na rede do suspeito em cometer o ato, mas a ideia é boa.

Fonte: Giz Modo UOL

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: