Cantor Prince morre aos 57 anos


Olá,

O cantor Prince morreu aos 57 anos. Seu corpo foi encontrado na casa onde morava, no estado norte-americano de Minnesota, nesta quinta-feira (21). A causa da morte, confirmada por uma assessora e um familiar à imprensa americana, ainda não foi informada.

Prince é visto durante show no Apollo Theater, em Nova York, nos EUA, em outubro de 2010 (Foto: Lucas Jackson/Reuters)

“Quando agentes e a equipe médica chegaram, eles encontraram um homem adulto desacordado no elevador. Os profissionais tentaram fazer primeiros socorros, mas não conseguiram reanimar a vítima”, diz um comunicado oficial da polícia. A equipe chegou às 9h43 e Prince foi declarado morto às 10h07, segundo a nota.

Uma autópsia do cantor foi agendada para esta sexta-feira (22), de acordo com o “Star tribune”, jornal de Minnesota.

Prince fez sua última apresentação no sábado (16).

Antes disso, chegou a cancelar um show em Atlanta, na Georgia, dizendo estar gripado. Após a apresentação remarcada, foi hospitalizado às pressas. Veja abaixo como foram os últimos 15 dias do cantor.

7 de abril
Prince reagenda os dois shows do disco “Piano & A Microphone” que faria nesse dia em Atlanta, na Georgia. O cantor argumentou motivos de saúde para não realizar as apresentações no Fox Theatre, mas disse não ser um problema grave: era gripe.

14 de abril
Os shows reagendados ficaram para as 19h e 22h. Durante uma hora e vinte minutos, o cantor apresentou a música do álbum “HITnRun Phase II”, acompanhado apenas do piano, em um palco iluminado por velas. Ao fundo, a projeção de um vídeo mostrava turbilhões de caleidoscópios.

“Sua voz frequentemente mudava de um rosnado de Blues para um falsete enquanto o vocal, ora cantado, ora falado, carregava de uma intimidade a já emotiva ‘Nothing Compares 2 U’”, escreveu a crítica musical Melissa Ruggieri, do periódico local “Atlanta Journal Constitution”.

15 de abril
Depois do show, Prince embarcou em seu jatinho, mas que teve de fazer um pouso de emergência em Molline, no estado de Illinois, porque o cantor precisava de cuidados médicos. O pouso não agendado de emergência ocorreu por volta da 1h30.

O cantor foi transportado às pressas de ambulância para um hospital local, segundo o site TMZ. Uma assessora do cantor disse à publicação que Prince “queria fazer o show de quinta (14) em Atlanta, mesmo que ele não estivesse se sentindo bem”.

O cantor havia sido liberado no fim da manhã. “Eu estou transformado”, escreveu em sua conta de Twitter, por volta das 12h30. Naquele mesmo dia, ele já havia voltado para sua casa em Minnesota.

16 de abril
Voltou a Atlanta para um show dançante ao lado da DJ Pam The Funkstress. Durante a apresentação em Paisley Park, disse aos fãs que estava bem. “Boa música. Boa dança e amor na pista”, comentou no Twitter uma pessoa que viu o show. “Eu ouvi a DJ do Prince e me permita dizer que adorei o estilo dela. Ela sabe como fazer uma festa”, completou.

17 de abril
Nesse dia, Prince já estava de volta a Chanhassen, Minnesota, onde fica sua casa e estúdio.

21 de abril
Foi encontrado morto em sua casa. “Quando agentes e a equipe médica chegaram, eles encontraram um homem adulto desacordado no elevador. Os profissionais tentaram fazer primeiros socorros, mas não conseguiram reanimar a vítima“, diz um comunicado oficial da polícia. A equipe chegou às 9h43 e Prince foi declarado morto às 10h07, segundo a nota.

Comoção
A morte de Prince causa comoção entre artistas em todo o mundo. Madonna disse no Twitter: “”Ele mudou o mundo! Um verdadeiro visionário. Que m… Estou devastado.” Barack Obama também lamentou a morte do artista.

Katy Perry, Gene Simmons, Justin Timberlake, Spike Lee e inúmeros outros falaram em redes sociais sobre a morte de Prince.

Ícone pop
Prince foi um dos artistas mais influentes da música pop durante seus 40 anos de carreira. Cantor, compositor, multi-instumentista e ator, ele teve o talento reconhecido com sete prêmios e 30 indicações no Grammy, um Oscar, um Globo de Ouro e quatorze músicas no top 10 da “Billboard” nos EUA.

Prince tornou-se um fenômeno mundial nos anos 1980, fundamentalmente com “Purple Rain” (1984), frequentemente considerado um dos melhores álbuns de todos os tempos.

O estrondoso sucesso que ele alcançou entre 1984 e 1985, quando emplacou “When doves cry”, “Let’s go crazy”, “Purple rain” e “Kiss“, marcou sua imagem para o grande público. Mas apenas os hits não resumem sua importância para diversos gêneros musicais: funk, rock, r&B, soul, jazz, rap e outros.

Família de músicos
Prince Rodgers Nelson nasceu e morreu em Minnesota, nos EUA. Prince era filho de músicos. Seu pai usava o nome artístico de Prince Rodgers, o que inspirou seu nome de batismo. No lar musical começou seu interesse por canções, junto com a irmã Tika. No começo dos anos 70 ele já começou a participar de bandas.

Seus primeiros discos foram lançados no final da década de 1970, com algum destaque, mas foi só em 1982, com o álbum e a faixa homônima “1999” que ele conseguiu o seu primeiro grande sucesso. Foram mais de trinta álbuns de estúdio, quatro deles lançados em 2014 e 2015: “Plectumelectrum”, “Art oficial age,” “HITnRUN Phase One” e “HITnRUN Phase Two”.

Não foi apenas na música que Prince foi uma figura excepcional. Com 1,58m de altura, também se destacou pelo visual único e pelas opiniões fortes quanto à indústria do entretenimento.

‘Símbolo do amor’
O cantor e compositor chamou a atenção quando mudou, nos anos 1990, seu nome para um “símbolo de amor” e escreveu a palavra “escravo” em sua bochecha para protestar contra as condições contratuais do selo Warner.

Ele havia feito recentemente shows em Paisley Park, onde morava, e na Austrália, onde se apresentou somente com um piano, afirmando que desejava um novo desafio artístico.

O cantor se casou duas vezes. O primeiro casamento foi com a dançarina Mayte Garcia, de quem se separou em 2000. A segunda esposa foi Manuela Testolini, de quem se divorciou em 2006.

Briga contra streaming
Em julho de 2015, Prince solicitou a retirada de seu catálogo de músicas de várias plataformas na internet, exceto o Tidal, gerenciado por Jay Z. Ele estava lançando o primeiro de dois volumes do álbum “HitNRun”.

“Se isso é o que se sente com a liberdade, ‘HitNRun’ é como soa (a liberdade)”, comentou no comunicado enviado à imprensa, no qual informou ainda que levou 90 dias para fazer “HitNRun”.

Rock in Rio 1991
Em 1991, ele fez sua única apresentação no Brasil, no Rock in Rio, no Maracanã. “Poucas horas antes de aparecer no local do show o baixinho exigiu que todo o seu camarim estivesse iluminado pela cor púrpura (“Purple Rain”, sacou?). Ele ainda pediu máscara de oxigênio e um piano branco de cauda na suíte de seu hotel”, diz o site oficial do Rock in Rio.

Será que ele estava com H1N1?

Putz! Lá se vai mais um grande cantor e dançarino. Descanse em paz!

Fonte: G1

Anúncios
  1. Tinha um boato de que ele estaria com Aids há anos e que injetava muita drogas.
    Eu nunca gostei dele, apesar de suas musicas serem muito boas.
    Para mim, era uma pessoa muito exibida,metida. Se achava.
    Fico muito triste pq a Google homenageou Prince. Até a Nasa fez homenagem. Não fizeram isso para Mike.

      • Lyllyan
      • 23 de abril de 2016

      Olá Kellen,
      Sei que ele nunca parou de usar drogas e dias antes da morte ele foi parar no hospital novamente por uma quase overdose.
      Gostava de suas músicas e danças, mas ele era aparecido mesmo.
      Diz ele que estava gripado e deve ter tomado outra overdose e se foi.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: