Emagrecedores podem causar até ataque cardíaco


Olá,

Suplementos alimentares são cada vez mais consumidos por atletas e praticantes de atividades físicas, geralmente com o objetivo de suprir a necessidade de nutrientes que nem sempre a dieta consegue dar conta. Mas se por um lado substâncias como termogênicos, complexos de proteínas e multivitamínicos podem ser aliados à busca pelo corpo perfeito e desempenho esportivo, por outro existe a dúvida: até que ponto não fazem mal à saúde?

Servem para complementar a dieta com vitaminas e sais minerais. O excesso deste suplemento pode causar envenenamento pelos altos níveis de vitaminas, que pode levar a  um quadro de intoxicação. O nível clínico irá depender da substância envolvida na intoxicação. Outros efeitos pelo consumo sem acompanhamento são: Pele ressecada, lábios rachados, dores ósseas e nas articulações, cefaleia, tonturas, náuseas, queda dos cabelos, e lesões no fígado.

Servem para complementar a dieta com vitaminas e sais minerais. O excesso deste suplemento pode causar envenenamento pelos altos níveis de vitaminas, que pode levar a um quadro de intoxicação. O nível clínico irá depender da substância envolvida na intoxicação. Outros efeitos pelo consumo sem acompanhamento são: Pele ressecada, lábios rachados, dores ósseas e nas articulações, cefaleia, tonturas, náuseas, queda dos cabelos, e lesões no fígado.

De acordo com a nutricionista Camila Gomes, especialista em nutrição esportiva pela Unicamp, o consumo sem um acompanhamento pode ser perigoso. “Quem se arrisca a consumir suplementos, sem saber se existe a real necessidade e sem orientação profissional, pode vir a ter sérios problemas de saúde, no coração, fígado, rins e etc”, destaca.

Entre os suplementos que são liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), elencamos com a ajuda da nutri esportiva os mais populares para explicar os reais riscos que cada um deles oferece.

Emagrecedores (Termogênicos)

Os mais comuns têm como base a cafeína. É um produto destinado a aumentar a resistência aeróbica em exercícios de longa duração. O uso fora da dosagem correta pode causar problemas de coração, taquicardia, arritmia, alteração da pressão arterial, desidratação, agressividade, insônia, cefaleia, falta de concentração, náusea e agitação.

Whey Protein

A proteína extraída do soro do leite. É usada com o intuito de aumentar e/ou recuperar a massa muscular. Se consumida em excesso, pode causar insuficiência renal e problemas no fígado.

Pré-treino

Em sua composição há vasodilatadores que facilitam a passagem de oxigênio e estimulantes pelos vasos sanguíneos e cheguem às células do músculo mais rápido. Dessa forma, oferecem mais energia e força. Além de dependência, o consumo fora da dosagem indicada pode causar ansiedade, arritmia, formigamento, tremores, insônia, agressividade, sonolência e desânimo após o efeito estimulante.

Aminoácidos

São importantes na construção e reparos das fibras musculares e como fonte de energia muscular. Seu uso sem indicação pode sobrecarregar os rins e fígado.

Creatina

Seu uso gera ganho de energia extra e aumento gradativo de massa muscular. Ainda não há estudos que esclareçam todos os seus efeitos colaterais, mas há indícios que o uso indiscriminado pode causar insuficiência renal e retenção de líquido.

Todo mundo sabe que mata, mas mesmo assim usam, então aguente as consequências.

Fonte: Virgula

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: