Estudantes no Nepal precisam atravessar rio por tirolesa para ir à aula


Olá,

Da próxima vez que você encontrar uma criança reclamando de ter que ir à pé para a escola, mostre essa história a ela: no Nepal, os estudantes precisam atravessar um rio por uma ponte de cabos – uma tirolesa sem a ajuda da gravidade – para ir à aula.

A trilha que passa pelo rio Trishuli, no centro do país asiático, é considerada o caminho para a escola mais perigoso do mundo.

No entanto, é como se fosse algo natural para os nepaleses que precisam passar do outro lado da corrente de água para trabalhar, fazer compras ou encontrar parentes e amigos.

Os moradores do vilarejo Dhaing não têm nada além de uma corta e uma roldana para passar para o outro lado. Às vezes, alguns comerciantes, pescadores e membros da comunidade acoplam baldes, cestas e caixas ao dispositivo.

 

O distrito central de Benighat é uma das regiões que mais tem pontes feitas somente de cabos. A situação é tão alarmante que o primeiro ministro do país, Khadga Prasad Sharma Oli, teve de anunciar um plano de dois anos de duração para substituir 366 ligações com pontes suspensas.

 

Conhecida pelos nepaleses como “tuin”, essas tirolesas são tradição de gerações no Nepal, bem como as suas diferentes versões. Vizinho do Tibete – a nação mais alta do planeta – o país asiático tem um relevo muito acidentado e montanhoso, além de bastante irrigado.

A construção de estradas e pontes ainda é um investimento muito alto e a longo prazo, segundo as justificativas da administração local.

 

Desde um acidente em 2010 que vitimou cinco pessoas devido à queda de uma corda no próprio rio Trishuli, nepaleses têm pressionado os governantes pela construção de ligações mais seguras.

De acordo com a imprensa, local, porém, o que se vê na verdade são somente medidas paliativas; como a instalação de pilares nas pontas para auxiliar a sustentação das cortas. Seja aqui no Brasil ou no longínquo Nepal, o poder público parece não acompanhar as necessidades da população…

Se ao menos tivesse balsa…

Uma coisa que aprendi nesta vida é não reclamar de nada, apenas das pessoas ruins.

Fonte: Yahoo

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: