Olá,

“Estou aqui para admitir que sou HIV positivo”, disse o ator Charlie Sheen (famoso pelo seriado “Two and a Half Men”) num programa de televisão. Furor nos sites de celebridades, juízes nas redes sociais. Ele afirmou que é “impossível” ter contaminado alguém. Que foi honesto com suas parceiras sexuais desde o diagnóstico, quatro anos atrás. Nem vou discutir aqui que o vírus podia estar no organismo dele muito tempo antes disso – quantas vezes pode ter transado sem camisinha nesse período?

image

Várias ex-namoradas e affairs, procuradas pela mídia, desmentiram Sheen. Ele nunca teria comentado sobre sua condição de saúde durante os relacionamentos. A ex Bree Olson disse que, por insistência do ator, usou camisinha de pele de carneiro. “Foi como fazer roleta-russa por um ano”, afirmou em entrevista. Daí você pensa naquele bichinho fofo saltitando num pasto e, MÉÉÉ, não consegue entender que diabos isso tem a ver.

image

Bree Olson foi quem disse que o ator insistiu no uso do preservativo de carneiro (Getty Images)

Acredita-se que, lá no século II a.C., os romanos inventaram de envolver o genital com intestino de carneiro ou bexiga de cabra para evitar que os espermatozoides encontrassem um óvulo no meio do caminho. A moda pegou por centeeeeenas de anos. Imagine que a primeira loja de camisinhas, fundada em Londres nos idos de 1700, ainda fabricava o produto do mesmo jeito, apenas acrescentando aromas florais pra disfarçar o fedô das tripas.

Preservativos com pele de carneiro ainda existem e são vendidos, principalmente, em sites gringos. Um pacote com 12 unidades sai por volta de 33 dólares – numa conta rápida, cada camisinha custa R$ 11. Agora por que alguém pagaria tão mais para “vedar” o dito cujo? Hum, primeiro porque a membrana do órgão é bem fininha, dá a sensação literal de uma segunda pele ou de não estar usando nada. Segundo porque tem gente alérgica ao látex, componente da maioria das camisinhas encontradas em farmácias (nesse caso, melhor recorrer às opções de poliuretano). Animal, hein? Calma. Cuidado com lobo em pele de cordeiro.

As camisinhas “naturais” protegem apenas contra gravidez, não contra doenças sexualmente transmissíveis. Elas têm pequenos poros: os espermatozoides não conseguem passar por ali, mas os vírus como HIV e herpes sim! Ou seja, não pode ser considerada segura. Não sei se Sheen tinha essas informações quando optou por fazer sexo com ela. Mas vamos combinar que, como soropositivo, ele deveria pesquisar bastante sobre o assunto para impedir a contaminação de outras pessoas. E, óbvio, dividir a verdade com suas parceiras sexuais para que elas decidam POR ELAS MESMAS se querem ou não (e como querem) transar com Sheen.

Usem camisinha de látex!

Fonte: Yahoo