Olá,

A Disney teve que abandonar o projeto de fazer uma continuação da animação Alladin em função do testamento do ator Robin Williams, que cometeu suicídio ano passado, aos 63 anos.

Foi a voz do Gênio de Aladdin

O estúdio planejava usar sobras de estúdio que o ator havia gravado em 1991 para usar estas piadas em áudio na sequência.

“Quando ele estava em boa forma, Robin era hiperativo e fazia 30 piadas por minuto”, disse um dos executivos da Disney, de acordo com o Sunday Times.

No entanto, quando a produtora avançou com o projeto, esbarrou com uma cláusula do testamento do ator: nenhum conteúdo gravado pelo ator pode ser usado de forma comercial durante 25 anos após sua morte.

“Agora, com essa cláusula de seus desejos finais, todo esse material ficará trancado nos cofres”, concluiu.

Logo a Disney coloca outro autor recintando as mesmas piadas.

Fonte: Virgula