Olá,

Desde que o mundo é mundo, a avareza é considerado algo, digamos, muito feito. Não por menos, é considerada um dos pecados capitais. Mas nem por isso que as pessoas deixam de ser avarentas.

ThinkStock

Que o diga uma senhora de 85 anos que vive em Viena, na Áustria. Moradora de uma casa de repouso, ela encontrou um método bastante inusitado para que seu dinheiro não fosse utilizado por herdeiros quando ela morresse: cortou as notas.


Sim, literalmente. A senhora, que não teve o nome revelado, picotou nada menos do que US$ 1,1 milhão antes de ser transferida para a casa de repouso. Tudo porque julgava a transferência errada e, com isso, que seus filhos não eram merecedores do dinheiro.

Apesar do trabalho de cortar todas as notas, a senhora austríaca foi mal sucedida em seu plano. Tudo porque o banco que administra a fortuna entrou na história e garantiu que não terá trabalho para fazer com que os herdeiros possam usufruir do que lhes é de direito.

“Se o plano era que nenhum dos seus herdeiros tivessem acesso ao dinheiro, então o plano falhou. Se os herdeiros acharam apenas ‘pedaços’ de dinheiro e a origem da quantia pode ser provada, então é claro que não haverá dificuldade alguma no processo de troca dessas notas”, informou o gerente Friedrich Hammerschmidt.

Sabendo disso, os herdeiros não devem demorar a ter acesso novamente ao dinheiro. Com a senhora dona da fortuna em uma casa de repouso, eles podem inclusive acelerar o processo para que possam administrar a bolada desde já — alegando, entre outras, falta de sanidade dela na hora de ser administradora.

Dizem que o verdadeiro louco rasga dinheiro… Hahaha

Fonte: Yahoo