Olá,

Por mais que pareçam óbvios os cuidados com os cabelos, muitas vezes caímos em armadilhas que prejudicam a saúde e a beleza deles no dia a dia. Elas estão escondidas em hábitos corriqueiros que com o tempo se tornam imperceptíveis.

Veja a seguir quais são esses costumes nocivos e descubra como evitá-los.

1 – Trio perigoso

Tudo bem que esse trio é nosso aliado na hora de arrumar e finalizar os cabelos, mas é preciso ter cuidado com a temperatura e o excesso de uso quando falamos do secador, da chapinha e do babyliss.

“A chapinha é um dos grandes vilões neste quesito, porque pode esquentar demais e deixar o cabelo com aspecto espigado, pode queimar mesmo, quebrando os fios”, alerta Sylvio Rezende, hair stylist do Tony Cabeleireiros, em São Paulo. 

Usar produtos que protegem os fios do calor excessivo é fundamental para manter o fio hidratado, e claro, nunca passe a chapinha ou babyliss com o cabelo ainda úmido, isso vai arrebentar os fios. Mesmo com os cuidados básicos, ‘evite o uso diário dos equipamentos, o ideal é no máximo duas vezes por semana’, ressalta Sylvio. Por fim, mantenha-os longe da raiz. Sempre!

2 – Água quente em excesso

Tem dias que tudo o que precisamos para relaxar é um bom tempo debaixo do chuveiro. No entanto, cuidado com os exageros. Além de não ser bom para a pele, ‘banhos muito quentes causam o ressecamento do couro cabeludo e, e em algumas pessoas, principalmente as que já possuem caspa ou oleosidade, pode haver estímulo às glândulas sebáceas a produzirem oleosidade rebote em excesso, predispondo à inflamação e à colonização por fungos, dando origem à dermatite seborreica, conhecida como caspa’, explica a dermatologista, Dra. Luciana de Abreu, da clínica Dr. André Braz.

3 – Toalha esfregão

Um dos atos mais comuns pode estragar bastante os fios. Segundo Sylvio, esfregar a toalha ou torcer os cabelos danifica a estrutura dos fios e pode arrebentá-los ajudando no aparecimento do frizz. “O correto é fazer movimentos bem leves, amassando o cabelo como uma bolinha de papel”.

4 – Molhado e preso

 “Prender o cabelo molhado enfraquece a raiz e pode aumentar a queda”, pontua o hair stylist. Por isso, prefira sempre deixar os fios secarem soltos. E lembre-se: o comprimento e o couro levam até 24 horas para secar completamente.

5 – Cabelos molhados na cama

Cair na cama com os fios molhados, não apodrece a raiz como muita gente pensa, mas traz riscos. “A umidade favorece a proliferação de fungos e o enfraquecimento da fibra do cabelo”, conta Sylvio.

Além disso, a umidade pode resultar em outro problema. Quando molhados, os fios ficam mais frágeis e podem quebrar em atrito com o travesseiro.

6 – Economizar no enxague
Deixar resíduos de xampu, condicionador e outros produtos nos fios pode tornar os fios pesados e com um aspecto oleoso. Enxágue-os muito bem na hora do banho.

Lave duas vezes com o xampu: a primeira para higienizar o couro, e a segunda, o comprimento. Uma vez por semana, use um anti-resíduos, que garante ainda mais a limpeza total dos fios.

7 – Uso incorreto do condicionador

Em hipótese alguma passe o condicionador na raiz do cabelo. “Isso aumenta a oleosidade e a umidade do couro cabeludo, fechando os poros e facilitando o aparecimento de caspa”, esclarece o cabeleireiro Sylvio.

Apesar de ser um aliado dos fios, os resíduos do produto deixam as escamas abertas. Com isso, o cabelo tende a ficar mais elástico, o que aumenta a chance de quebra. Neste caso, prefira sempre o leave-in, que tem proteção térmica, e foi feito para permanecer por mais tempo nos fios.

8 – Não cortar as pontas

Manter o corte em dia é sempre tudo-de-bom. Além de deixar o modelo escolhido atual, cortar de dois em dois meses, elimina as pontas duplas que podem prejudicar a aparência e ajuda na vitalidade dos fios.

9 – Penteados traumatizantes

Penteados muito rentes ao couro cabeludo como dreads, tranças e até os rabos de cavalo muito apertados podem traumatizar a fibra capilar, causando a quebra e até a queda dos fios.

”Nada que prenda demais os fios vai ser saudável para eles. Evite acessórios como o ‘bico de pato’, fivelas tipo ‘tic tac’ ou outros modelos que pressionem o cabelo. Prefira sempre o palito japonês, que é menos agressivo”, finaliza Sylvio.

Eu adoro colocar bobes no meus cabelos

Fonte: IG – Catarina Novaes