Olá,

A rede social Facebook lançou no Brasil, na primeira semana de setembro, Brasil um serviço que permite que contas de usuários mortos possam ser desativadas por pessoas designadas anteriormente ou mantidas como ‘em memória’.

Facebook lança novas ferramentas para páginas de negócios e navegação mobile

Neste caso, após cada comentário ou postagem na conta, após o nome do usuário, a rede insere o termo ‘em memória’.   Para que isso aconteça, existem dois caminhos. A primeira é fazer uma solicitação de memorial, onde se envia à rede social nome, data de nascimento e documentos da pessoa que morreu, e ela altera o status.  A outra é que o próprio usuário indique, em vida, pessoas que possam alterar esse status.

Dependendo das configurações de privacidade da conta, os amigos poderão compartilhar memórias na Linha do tempo do memorial.   O conteúdo que a pessoa compartilhou (por exemplo: fotos, publicações) permanecerá no Facebook e ficará visível para o público com o qual foi compartilhado.

Os perfis transformados em memorial não são exibidos em espaços públicos, como nas sugestões do recurso Pessoas que você talvez conheça, em lembretes de aniversário e anúncios. Nenhuma pessoa poderá entrar em uma conta transformada em memorial.

As contas transformadas em memorial que não tiverem um contato herdeiro não poderão ser alteradas. Os grupos nos quais a conta do administrador for transformada em memorial poderão selecionar um novo administrador   As páginas de um único administrador cuja conta for transformada em memorial será removida do Facebook.   Também é possível excluir a conta de forma permanente em caso de falecimento. Para fazer isso é necessário informar o contato do herdeiro da conta e seguir instruções específicas da página.

Não se descansa mais nem depois que morre com as redes sociais.

Fonte: IG