Olá,

O prefeito Ferna do Haddad (PT) e o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, afirmaram, no domingo (23), que cada uma das 32 subprefeituras da capital terá de indicar uma rua ou avenida para serem transformadas em áreas de lazer aos domingos.

As avenidas Atlântica, no Socorro (Zona Sul), Brigadeiro Faria Lima, em Pinheiros (Zona Oeste), Tiquatira, no Cangaíba (Zona Leste), e Sapopemba, no bairro de mesmo nome (Zona Leste), além da Rua dos Patriotas, no Ipiranga (Zona Sul), estão entre as vias indicadas para fechamento.

“As subprefeituras estão fazendo estudos e consultando moradores. Se for viável, essas ruas e avenidas serão fechadas. Com um peso maior na periferia, onde faltam áreas de lazer”, disse o prefeito Haddad. A periodicidade não foi definida.

Terminou a pé/ No domingo, a Avenida Paulista, na região central, foi novamente fechada para o tráfego de veículos por conta da inauguração da ciclovia da Avenida Bernardino de Campos, no Paraíso (veja mais nas páginas 6 e 7).

O fechamento só ocorreu pouco antes das 11h, quase duas horas depois do previsto pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Haddad, que tentou pedalar, teve de terminar o percurso a pé, após ser impedido por um casal, próximo à Rua Augusta – os dois teriam reclamado do custo da ciclovia da Paulista (cerca de R$ 12 milhões).

O trânsito de carros, ônibus e motos  foi proibido mesmo com a recomendação do Ministério Público para que isso não ocorresse. “A CET faz um estudo e determina o fechamento quando o volume de ciclistas e pessoas é muito grande, até mesmo para garantir uma segurança maior”, justificou Tatto.

Segundo o secretário, o fechamento da Paulista seguirá critérios técnicos que não se enquadram no TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado entre a Prefeitura e o Ministério Público. Pelo acordo, a avenida só poderia ser fechada três vezes ao ano. “No nosso entendimento, a TAC vale para eventos privados e previstos. A CET tem a obrigação de fechar a avenida quando tem muita gente, como em protestos”, disse Tatto.

Outro dia li algo bem engraçado pedindo para alguém dar um jogo de Lego para o Fernando Haddad para ele se ocupar e assim ele não faz mais besteiras… kkkk

Fonte: Diário de São Paulo