Olá,

Com o fim do acordo entre a Associação Paulista de Supermercados (Apas) e a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon-SP), a partir deste sábado (11) a cobrança pelas sacolas plásticas nos supermercados paulistas está novamente liberada.

Há descontos para quem leva a própria sacola

Desde 11 de maio, duas sacolas plásticas vinham sendo oferecidas aos clientes de maneira gratuita – cobrando a partir da terceira unidade. Isso ocorreu como forma de adaptação do público, já que mais de 500 reclamações foram feitas ao Procon-SP quando, no início do ano, os supermercados implementaram a mudança.

 O acordo entre as partes visa, gradualmente, a redução da circulação dos materiais plásticos. A medida, no entanto, não é unanimidade entre os supermercados, pois alguns já fornecem o produto sem custos.

A Prefeitura de São Paulo chegou a entrar com pedido de liminar para impedir a cobrança pelas sacolas. No entanto, a Justiça negou, na última terça-feira (7), alegando que a prática não é irregular e que o preço não é excessivo. O valor cobrado pelas sacolas distribuídas atualmente – verde e cinza – fica entre R$ 0,08 e R$ 0,15.

Descontos que ainda estão valendo

O prazo das sacolas gratuitas expirou, mas até 10 de novembro continua valendo o desconto na conta dos consumidores que levarem de casa a própria sacola ou outro meio de transporte para acondicionamento dos produtos adquiridos.

Os supermercados deverão conceder desconto acumulativo de R$ 0,03 a cada cinco itens adquiridos pelo consumidor ou a cada compra no valor de R$ 30, também acumulativo. Segundo o documento assinado pela Apas e pelo Procon-SP, os estabelecimentos ainda têm de oferecer ao consumidor “qualquer outra vantagem/benefício”.

Também faz parte dos termos acordados o esforço dos supermercados de oferecerem descontos, até outubro, na venda das ecobags (sacolas reutilizáveis).

Palhaçada esta cobrança! O valor das sacolinhas já estão embutidos no lucro do supermercado.

Fonte: IG