Olá,

Uma notícia não muito boa pegou os fãs de Amy Winehouse de surpresa. Para quem ainda tinha um pingo de esperança em ouvir algum material nunca lançado da cantora, podem se retirar. A gravadora Universal Music da Inglaterra destruiu todos e qualquer trabalho inédito que restava da cantora.

Antes de sua morte, em 2011, a diva britânica estava começando a gravar seu terceiro disco, o sucessor do bombástico Back to Black.  Ela estava em estúdio com os produtores Salaam Remi e Mark Ronson e as demos gravadas até aquele momento poderiam facilmente entrar em um disco póstumo, diz a Billboard.

David Joseph, presidente e CEO e da Universal UK alegou que a destruição dos arquivos foi uma coisa moral: “Amy nunca teve a intenção de ter essas músicas ouvidas”.

Pelo jeito Amy Winehouse não será explorada após a morte como acontece com muitos artistas.

Fonte: Virgula