Olá,

Movimento Passe Livre (MPL), responsável pelo início das manifestações contra tarifas de ônibus em 2013, anunciou que vai fazer um novo ato contra o aumento de tarifa anunciado para 2015. O 1º Grande Ato Contra a Tarifa foi agendado para o dia 9 de janeiro, uma sexta-feira, logo após o período de festas.

“Entre nós e a cidade (que nós mesmos fazemos funcionar!) existe uma catraca que cobra cada vez mais caro. É que para os de cima, ninguém tem que sair da periferia se não for para trabalhar ou – se tiver dinheiro – para consumir. Além disso, nos obrigam a pagar por ônibus lotados em linhas e trajetos sobre os quais nada decidimos”, disse o movimento, por meio de nota.

“Convocamos todas e todos para o 1º GRANDE ATO CONTRA A TARIFA, na sexta-feira (09/01), com concentração a partir das 17h em frente ao Teatro Municipal (próximo ao metrô Anhangabaú e do terminal Bandeira). Na mesma semana, na segunda-feira (05/01), realizaremos uma aula pública contra a tarifa em frente à prefeitura da cidade (se é que alguém ali ainda quer aprender alguma coisa)”, completaram os ativistas.

O MPL, como o próprio nome diz, defende passe livre para todos os cidadãos. O movimento se manifestou sobre a iniciativa do prefeito Fernando Haddad (PT) em oferecer passe livre para estudantes do ensino público. “O passe livre estudantil anunciado pela prefeitura é uma conquista da luta do povo, que foi às ruas em 2013. Mas não é Tarifa Zero! A medida ainda está longe do que é fundamental: enquanto o transporte continuar sendo tratado como mercadoria e enquanto houver tarifa e aumentos, haverá luta da população, se organizando e resistindo em cada canto da cidade! Não aceitaremos nenhum centavo a mais! Agora é de R$ 3 para baixo, até zerar!”

Vem aí mais vandalismo, quebra tudo e não resolve nada!

Fonte: Terra