Olá,

Barato e fica pronto em três minutos. Poucos alimentos têm uma relação custo-benefício tão boa quanto o miojo. Mas o prato esconde risco para as mulheres. Consumir macarrão instantâneo duas vezes por semana aumenta em 70% os riscos de problemas cardíacos nas mulheres, segundo pesquisa publicada no Journal of Nutrition. Isso é preocupante dado que houve aumento de 18% nos pratos com lamen em menus de restaurantes.

Analisando a dieta de quase 11 mil sul-coreanos, os cientistas compararam quem tinha uma dieta tradicional (arroz, grãos, peixes, frutas e legumes) e uma dieta fast-food (sanduíches, refrigerantes e macarrão instantâneo). Nenhuma dessas dietas estava associada a doenças cardíacas, diabetes, hipertensão, colesterol e acidentes vasculares. Mas o macarrão instantâneo estava, segundo os nutricionistas, e aumentava em 70% o risco dessas doenças.

Esse efeito era observado somente nas mulheres. De acordo com Hyun Joon Shin, coordenador do estudo, isso se deve a dois motivos: hormônios sexuais e metabolismo diferentes em homens e mulheres e porque a embalagem de miojo afeta os níveis de estrogênio e a alteração nesse hormônio pode levar ao desenvolvimento de doenças da chamada síndrome cardiometabólica.

O macarrão instantâneo nem sempre é uma boa escolha nutricional. Além de conter muito sal, sabores artificiais e conservantes, é muito processado e oleoso. Para cozinhar rápido, ele é produzido com grande quantidade de óleo de palma. Os médicos sugerem mais tempo de cozimento ou a troca pelo macarrão tradicional.

Você também gosta de comer miojo? Não!

Fonte: Time & Yahoo