Olá,

Numa votação relâmpago, vereadores de São Paulo aprovaram, nesta quarta-feira, 28/05/14, o fim do rodízio de veículos na capital paulista. Para entrar em vigor, no entanto, o projeto depende da aprovação do prefeito Fernando Haddad.

A medida, que surpreendeu os próprios vereadores já que a votação durou menos de um minuto, vai na contramão da política adotada por Haddad, que em janeiro anunciou a ampliação do rodízio. Hoje apenas no chamado centro expandido, a ideia da prefeitura é a de que o rodízio também atinja as principais avenidas que ligam a periferia ao centro da cidade.

O vereador Arselino Tatto, líder do governo, garantiu que a prefeitura vai vetar o projeto. Segundo ele, o projeto passou em votação simbólica.

O rodízio quando foi implantando era uma solução paliativa ao trânsito, acabou ficando permanente porque não houve investimento significativo no trânsito para desafogar as vias de acesso, além de estimular a compra do segundo carro e foi o que aconteceu.

Com o fim teríamos mais trânsito e menos multas para os motoristas.

Fonte: Yahoo