Olá,

Pessoas que discutem por razões mesquinhas têm mais chances de morrerem jovens, de acordo com novo estudo feito pela universidade de Copenhague, na Dinamarca. Brigas frequentes na vida familiar, com os colegas de trabalho e parceiros não só prejudicam a felicidade, como também provocam irritação e ansiedade. As informações são do Daily Mail.

Pesquisadores avaliaram aproximadamente 9.875 homens e mulheres com idades entre 36 e 52 anos para observarem o impacto de reações psicológicas e estresse sobre a morte prematura. Os participantes foram questionados sobre a relação com amigos, família, filhos, colegas de trabalho e coisas que os deixavam infelizes.

Os resultados apontaram que o estresse causa alterações na pressão arterial e doenças cardíacas, principais fatores para morte precoce. Indivíduos em constantes conflitos nas relações pessoais apresentaram de 50% a 100% mais probabilidades de morrerem por complicações causadas por estresse. Quase 10% dos voluntários culparam as crianças como causa do estresse e 9% disseram que as discussões com os parceiros agravavam a situação.

Cerca de 8% relataram se sentirem pressionados com as demandas de relações sociais. Os participantes que estavam desempregados ou que foram demitidos também mostraram taxas elevadas de morte precoce.

“Os resultados deste estudo sugerem que as relações sociais são realmente mais como uma faca de dois gumes, uma vez que também podem ser destrutivas quando não são saudáveis”, disse Simon Rego, coautor do estudo e diretor de treinamento de psicologia no Centro Médico Montefiore, no Albert Einstein College of Medicine, em Nova York.

Os resultados provam que os homens são vulneráveis sob pressão extrema e isso explica por que pessoas cada vez mais jovens sofrem doenças cardíacas e derrames.

Nada melhor do que correr e pedalar, o stress vai embora rapidinho, na verdade nem dá tempo de chegar.

Fonte: Terra