Olá,

Mais verde em meio a tanto concreto. O endereço mais famoso da cidade de São Paulo, a Avenida Paulista, acaba de ganhar um telhado verde de 700 m² e 130 árvores nativas, que podem chegar a até 4 metros de altura.

Ujatoba_jardimgazeta3

O projeto sustentável fica no Edifício Gazeta, sede da Fundação Cásper Líbero, nº 900 da avenida, e é do botânico Ricardo Henrique Cardim, responsável pela ação Árvores da Cidade. Ele usou uma técnica japonesa chamada de Sky Garden, que não usa nada tóxico e gasta até 60% menos água no sistema de irrigação, além de conseguir reduzir a temperatura no prédio.

Ujatoba_jardimgazeta2

O jardim conta com espécies da Mata Atlântica e do Cerrado, muitas ameaçadas de extinção, como Língua de Tucano, Araçá do Campo, Capim Barba de Bode e Pau Santo. No espaço também é possível encontrar flores e árvores frutíferas.

Confira os benefícios dos telhados verdes:

1 . As áreas verdes ajudam a baixar a temperatura ou evitar o resfriamento exagerado da construção e minimizam as ilhas de calor.

2 . Colaboram com o isolamento acústico.

3 . Reduzem o impacto das chuvas ao reter parte da água, diminuindo o volume das enxurradas.

4 . Ajudam a reduzir a poluição. Ao realizar a fotossíntese, as plantas inspiram dióxido de carbono e eliminam oxigênio.

5 . Gastos com energia elétrica têm redução de até 20% por causa do resfriamento da construção.

Quer saber mais sobre os telhados verdes e suas instalações pelo mundo? Clique aqui.  Lá em Tóquio, por exemplo, hortas tomam conta dos telhados no metrô. Veja mais detalhes aqui.

Que vire mania pelo mundo.

O projeto é super valido e tem mais que ser colocado em prática nas novas edificações.

Vamos torcer para não cortarem as árvores quando elas atingirem sua altura máxima, alegando que o prédio por ser antingo não comporta e que passaram atrapalhar a rota das aeronaves.

Porque aqui é assim, primeiro fazem e depois analisam.

Fonte: Universo Jatoba