Olá,

Depois de registrar pelo menos 6 ocorrências de reações à vacina contra o HPV, o secretário da Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, assegurou que a imunização é segura. “É uma vacina que tem quase 10 anos de uso no mundo inteiro. É nova aqui no Brasil, mas há 50 países no mundo que utilizam, quase 175 milhões de doses aplicadas”, afirmou ele.

Durante a semana, seis casos de reações adversas foram registrados no país. Cinco meninas tiveram dores musculares, náusea e dor de cabeça, e uma delas teve uma crise convulsiva.

Barbosa destaca alguns cuidados a serem tomados depois da injeção. “O Ministério recomenda que a menina seja vacinada sentada e que ela não faça esforços físicos logo após a vacina”, disse. De acordo com o secretário, casos de tontura, desmaio, vermelhidão e pequeno inchaço na região onde foi aplicada são comuns e, por isso, não devem ser motivos de preocupação.

A campanha de vacinação contra o HPV já levou aos postos de saúde cerca de 2,3 milhoes de garotas. A meta é de que até o fim do ano 4,2 milhões de garotas entre 11 e 13 anos de idade sejam imunizadas.

Qualquer vacina ou medicamento tem as reações adversas, uns tem reações enquanto que outros não.

Fonte: Yahoo