Olá,

Ela (Her), filme de Spike Jonze indicado ao Oscar de melhor filme, mostra o singelo romance entre o melancólico Theodore (Joaquin Phoenix) e um superinteligente sistema operacional de celular, Samantha (dublado por Scarlett Johansson). O grupo de humor Late Night Basement imaginou como seria se esse romance tivesse acontecido no anos 90, com o Windows 95.

Em um vídeo (em inglês) publicado pela trupe, Theodore se apaixona por Clippy, aquele clipe de papel que dava instruções e dicas para os usuários do Office. “Oi eu sou clippy. Posso te ajudar com algum documento?”, diz o personagem, nada romântico.

“Eu queria poder colocar minhas mãos em volta de você”, diz Theodore, ao que Clippy responde, “Eu estou aqui realmente só por causa do sistema Office. Você precisa de uma planilha ou algo do tipo?”.

Quando Theodore declara, “Eu nunca amei alguém como eu amo você”, Clippy diz que tem de acordar cedo, vira uma bicicleta e sai andando.

Todos os filmes que eu não gostei foi indicado ao Oscar: Gravidade, Trapaça, Her etc… Acho que o problema sou eu… kkkk

Fonte: Virgula