Olá,

Debbie Rowe, mãe dos dois filhos mais velhos de  Michael Jackson, com quem foi casada por três anos, não mediu as palavras ao rebater os comentários do ex-médico Conrad Murray – o antigo cardiologista do cantor declarou em uma entrevista que o Rei do Pop ‘não gostava de fazer sexo com Debbie’.

1225_debbie_rowe_murray_tmz_getty

Revoltada, Debbie ameaçou Murray de morte, segundo o TMZ. “Em menos de 18 meses um fã de Michael Jackson vai matar Murray, e eu vou  comprar a bala. Eu não mataria ele, mas compraria a bala… Uma de ponta oca”disse ela. A bala da ponta oca é proibida em conflitos internacionais pela Convenção de Haia de 1899, por ser considerada desumana e altamente leta. A munição se estilhaça uma vez que está dentro do corpo humano, atingindo vários órgãos.

Debbie comparou Murray com um cachorro feio e usou palavras de baixo calão para ofendê-lo. Ela também alfinetou o ex-médico, que perdeu a licença após ter sido condenado a dois anos de prisão pela morte de Michael Jackson, dizendo que ele não pode nem mais escrever prescrições.

Antes de encerrar a entrevista com o TMZ, Debbie comentou as recentes declarações de Murray sobre a morte de Michael Jackson – ele afirmou que o cantor se matou injetando uma dose fatal do medicamente Propofol, enquanto o ex-médico estava fora do quarto. “Ele é tão nojento que está destruindo os mortos. O júri certamente não vai comprar esta história”declarou.

Michael Jackson morreu aos 50 anos no dia 25 de junho de 2009. Ele teve dois filhos com Debbie, o primogênito Prince, de 16 anos, e a menina Paris, de 15 anos.

Não sou fã da Debbie, mas desta vez concordo plenamente com ela…

Deus me perdoe! Mas estou quase fazendo a vaquinha no blog para ajudar comprar a bala… Kkkk

Digam não a violência, mas em certos casos… Dai-me paciência!!!

Lyllyan

Fonte: TMZ & Caras