Olá,

Com o cabelo vermelho e um sorriso no rosto, Paris Jackson foi fotografada pela primeira vez após ter tentado suicídio no começo de junho. A filha do cantor Michael Jackson foi fotografada enquanto estava em um internato terapêutico em Utah, nos Estados Unidos – onde está internada desde a metade de julho.

A imagem foi divulgada pelo site americano “Radar Online”. Segundo o site, a foto é do dia 18 de julho e foi feita durante uma cerimônia de graduação. “Paris parecia bem”, disse uma fonte, que contou ainda que ela usava braceletes para esconder os machucados no pulso.

No internato, Paris decidiu viver com um pseudônimo: “Frankie”“Paris queria vir para o internato sem alarde, então, por isso ela decidiu mudar o nome, para Frankie. Ela também pintou o cabelo. Alguns alunos sabem quem ela é, mas a maioria não sabe. Ela apenas aparenta ser uma garota de Los Angeles chamada Frankie. Em muitos aspectos, é uma nova vida para Paris”, contou ainda a fonte.

Ainda de acordo com o site, no local, o acesso à internet é restrito. A avó de Paris, Katherine, acredita que a neta pode ter uma recaída se continuar a ler as mensagens sobre ela e sobre Michael Jackson que foram postadas na internet.

E o internato concorda: “Tem três níveis de privilégios no local. Paris está lá por um breve período de tempo, ela ainda está no ‘diário’, o que significa que ela precisa ganhar alguns privilégios através de pontos contatos no sistema, vindos de coisas como bom comportamento, fazer as tarefas e pontualidade”. Esses privilégios são: assistir a TV, usar a internet, usar o telefone, socializar com os amigos de outros lugares do campus. O acesso de Paris para a internet ainda é limitado”, completou.

A taxa de matrícula pode custar até 14.000 dólares por mês, e inclui hospedagem em uma casa com até 10 outras meninas que são supervisionados por uma pessoa.

Resumindo, a escola é um espaço seguro para Paris se curar, longe do “hospital psiquiátrico” que o irmão de Michael, Randy, alegou que Paris tinha sido aprisionada.

“Como toda escola, este local tem um currículo a ser seguido”, disse a fonte.“Os alunos também passam por terapia de grupo e sessões a sós com terapeutas todo dia.”

Acrescentou a fonte: “Ela tem ido bem. Ela está de bom humor”. 

“Ela não atravessou a crise, mas ela está muito melhor e com a ajuda das pessoas ao seu redor na escola, ela está se recuperando. Paris está aliviada de ter sobrevivido. Ela realmente desafiou a morte”.

Ainda assim, ela tem um longo caminho ainda a percorrer no processamento da morte do pai. Disse a fonte, “ela ainda sente falta do pai dela tremendamente. Ele acendia sua vida”.

O cabelo dela já estava pintado desde da época que ela tentou contra a vida, certo? Ela deve ter retocado a pintura…

Lyllyan

Fonte: Radar online