Paul McCartney recupera catálogo de músicas dos Beatles que era Michael Jackson


Olá,

Paul McCartney finalmente vai conseguir recuperar de voltar os direitos autoriais de suas músicas e dos Beatles.

O roqueiro veterano perdeu a posse dos direitos de publicação de suas músicas para Michael Jackson, quando o Rei do Pop comprou o famoso catálogo famoso da banda por 31 milhões de euros.

Paul ficou irritado que o seu ex-amigo Michael Jackson, com quem havia gravado em 1983 “Say Say Say”.

Uma fonte disse ao jornal The Sun: ”Paul ficou furioso durante décadas. É tanto pessoal como empresarial. Agora, ele vai receber de volta o que é seu por direito.”

Paul também ficou desapontado quando os direitos de sua música não foram deixados para ele no testamento de Michael  Jackson após sua trágica morte em 2009.

Mas, sob a Lei de Direitos Autorais dos EUA, Paul vai ser capaz de reivindicar os títulos e ganhar os royalties de licenciamento e dinheiro em cinco anos. A Lei significa canções escritas antes de 1978 transformar-se em propriedade do compositor depois de 56 anos, ou seja, aos 71 anos (2026) a estrela vai recuperar a maioria de seus hits.

Sem dúvida, o hitmaker dos anos 60, que tem relatado £ 680.000.000 de fortuna, vai estar ansioso para conseguir o dinheiro das faixas que ele escreveu com os Beatles.

Anos atrás, ele reclamou por ter de pagar royalties à Michael cada vez que ele queria fazer uma música: “A única coisa chata é que eu tenho que pagar para tocar algumas de minhas próprias músicas. Cada vez que eu quero cantar Hey Jude eu tenho que pagar. “

Enquanto não se sabe o quanto o catálogo valeria a pena hoje em dia, em 2005, a Sony pagou para Michael 95.000 mil dólares (£ 62million), ou seja, 50 por cento dos direitos.

O mundo é feito dos espertos e Michael Jackson não perdeu a oportunidade de comprar o que lhe daria muito dinheiro, mas este catálogo carrega uma maldição, a meu ver… Todo mundo quer isto… 

Até hoje muitos alegam que a morte de Michael tem relação ao catálogo… Enfim, vai voltar para um dos que criaram.

Fonte: Entertainment Wise

    • Izabella
    • 16 de agosto de 2013

    “A única coisa chata é que eu tenho que pagar para tocar algumas de minhas próprias músicas. Cada vez que eu quero cantar Hey Jude eu tenho que pagar. “

    Nossa, que absurdo. O homem compõe, produz as músicas e etc… e ainda tinha que pagar para poder cantar? Ele tem toda a razão em ficar com raiva. Affs.

      • Cissa Soares
      • 22 de agosto de 2019

      O Verdadeiro Paul morreu em 66 ..Teoria da conspiração;

    • Juliana
    • 16 de agosto de 2013

    Nossa, eu entendo o Paul. Ainda bem que ele conseguiu de volta o que ele tinha que ter desde sempre.

    • Stéfany
    • 15 de agosto de 2013

    Esta noticia é verdadeira?

      • Lyllyan
      • 16 de agosto de 2013

      Olá Stéfany,
      Não achei nada que desmentisse.

    • Marina Gabriela
    • 15 de agosto de 2013

    Ly,concordo contigo amiga.

    • Lais
    • 15 de agosto de 2013

    Michael sem dúvidas fez um ótimo negócio quando comprou esse catálogo e claro faturou muito com ele. Na época michael teve a oportunidade e claro muito dinheiro então ele não perdeu tempo e fechou o negócio.

    • Lucas
    • 15 de agosto de 2013

    “mas este catálogo carrega uma maldição, a meu ver… Todo mundo quer isto.”
    Para de bobagem, todo mundo quer “isto” porque é super rentável ¬¬

    • WHATEVER 8!
    • 15 de agosto de 2013

    É uma coisa péssima para o compositor e artista, você não é o dono da sua própria obra, principalmente quando suas canções tem um foco valioso na área musical, vem um compra o que é seu por causa de gravadora, suas músicas ficam presas nas gravadoras e editoras como fonte de renda e você perde o seu direito no seu próprio trabalho, esse catálogo tem que voltar para os seus verdadeiros autores e suas famílias no caso dos falecidos dos Beatles de fato, e se fosse ao contrário se o catalogo de composições feitas pelo próprio MJ ou parcerias e seus hits feitos por Rod Temperton fossem comprados por Paul McCartney ou outros artistas não seria desleal isso, nenhum fã de MJ também não gostaria de ver essa atitude, tem que ver pelo lado autoral do compositor e artístico e não pelo lado de inimizade de MJ e Paul McCartney em relação ao catálogo.

      • Lyllyan
      • 16 de agosto de 2013

      Olá Whatever,
      Pois é, voltando para o Paul ou para os Beatles acaba de vez com esta cobiça por este catálogo e todos viveram em paz.

    • Andressa
    • 15 de agosto de 2013

    Concordo com vc Lyllyan…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: