Olá,

Katherine Jackson se tornou “confusa e cansada” quando o advogado da AEG Live, Marvin Putnam lhe fez perguntas “sobre  questões bastante complexas e muito rápido” durante seu interrogatório da sexta-feira, 19/07/13 disse seu advogado.

“Ela estava tentando responder as perguntas no melhor que podia”, disse Brian Panish. “Eu acho que talvez ela perdeu um pouco da paciência e ela tentou conter-se de uma forma muito sútil”.

A juíza terminou a audiência duas horas mais na sexta-feira porque Katherine Jackson disse que ela precisava descansar, mas ela retomou o seu testemunho no tribunal de Los Angeles na segunda pela manhã, 22/07/13.

Os advogados da AEG  começarão apresentar a sua defesa quando terminar o depoimento de Katherine Jackson, e prometerão mostrar ao júri “coisas feias” para provar que Michael Jackson foi responsável por sua própria morte.

Katherine Jackson testemunhou dizendo que ela entrou com a ação “porque eu quero saber o que realmente aconteceu com meu filho.”

Katherine declarou que acreditava que seu filho poderia ter completado os 50 shows programados desde que “tivessem sido com intervalos”.

Ela ligou para o CEO da AEG Live Randy Phillips porque ela estava preocupada com o cronograma de shows porque não lhe deram descanso suficiente entre os shows.

“Eu lhe disse que Michael não pode fazer esses shows, você tem que mudar o cronograma”, disse ela. “Se eles fossem com mais espaços, ele poderia ter feito um milhão de shows.”

“Tudo ficou escuro”

Katherine Jackson descreveu quando soube que seu filho tinha morrido na sala de emergência no Centro Médico Ronald Reagan da UCLA.

“Tudo ficou escuro e eu comecei a gritar”, disse ela.

Então os filhos – Prince, Paris e Blanket – foram informados.

“Paris estava gritando, olhando para o céu dizendo: “Papai, eu quero ir com você, eu não posso viver sem você”, ela testemunhou. “Paris olhou para mim e perguntou:” Vovó, para onde estamos indo? ” Eu disse a ela “Você está indo para casa com a avó. “

Paris teve “o momento mais difícil” desde a morte de seu pai, disse ela.

“Um dos meus netos me contou que ela dizia a eles que ela queria ir para onde seu pai fosse”, disse ela.

Agora com 15 anos, Paris esteve em uma clínica psiquiátrica para tratamento, já que tentou o suicídio em 05/06/2013.

Os advogados da família Jackson apresentaram uma montagem com vários vídeos caseiros de Michael Jackson com seus filhos, usando uma gravação de sua canção “Speechless”. Katherine Jackson disse que seu filho escreveu a canção sobre o amor de um pai para seus filhos – e da falta de palavras para expressá-la.

“A Sra. Jackson, você sente falta do seu filho?” perguntou Panish quando ela concluiu a sua última fala.

“As palavras não podem explicar”, respondeu ela.

Perguntar se uma mãe sente falta de um filho que faleceu é demais!!! Este Marvin Putnam gosta de irritar…

Lyllyan

Fonte: CNN