Olá,

A amada mãe de Michael Jackson é esperada para enfrentar o júri pela primeira vez em seus 83 anos nesta sexta-feira, 19/07/13 e dar seu depoimento emocionado sobre sua inigualável e polarização do seu filho do gênio musical.

Jackson is expected to talk about her son's life and how his death has affected the family.

Katherine vai falar sobre Michael crescendo como uma criança, sua vida, sua família, sua carreira, seu relacionamento com seus filhos e como sua morte afetou a ela e seus filhos e os filhos de Michael”, disse o advogado Brian Panish ao Daily News.

“Ela vai estar fora de si,” em termos de emoções, disse ele.

O julgamento começou em abril e está previsto para esticar até setembro, com testemunhas de defesa para a AEG a partir da próxima semana.

Perguntado se quinta-feira Katherine já estava nervosa sobre as questões difíceis relacionadas com a sua famosa família, Panish balançou a cabeça.

“Você acha que ela é uma mulher difícil? Não há dúvida”, disse ele.

A mãe de nove filhos e guardião legal dos três filhos de Michael participou todos os dias do julgamento em Los Angeles exceto na quinta-feira, 18/07/13, que ela ficou ausente para ir na manutenção do seu aparelho auditivo e  se preparar para o seu testemunho.

“Ela realmente tem dificuldades para escutar,  o que a cansa”, advertiu Panish na quinta-feira, ele propôs uma série de pausas para o depoimento desta sexta. “Assim ela se cansa mais tarde.”

Em seu discurso de abertura, o advogado da AEG Marvin Putnam disse que não tinha ideia de que Michael estava envolvido em infusões intravenosas noturnas de propofol em uma tentativa irresponsável e equivocada de tratar sua insônia.

“Com Michael Jackson, os dois mundos público e privado são muito diferentes”, disse ele. “AEG, como toda a gente, era um outsider, fora dos portões de segurança.”

Katherine Jackson irá testemunhar em bre no julgamento da morte de Michael Jackson

De acordo com outro post que já anunciava que ela iria depor a partir do final desta semana, Katherine estaria demonstrando muita emoção nas audiências com momentos de choro, lágrimas, em outros dava risada e até corrigia os advogados, testemunhas e jurados.

Não deve ser fácil mesmo.

Lyllyan

Fonte: Ny Daily News