Olá,

Documentos exibidos para os jurados na quarta-feira, 17/07/13, pelos advogados da promotora de eventos responsável pela turnê de retorno de Michael Jackson mostra que a empresa havia previsto uma turnê mundial para o artista um ano antes de sua morte.

Os documentos preparados pela AEG Live LLC previam 186 shows, sendo que Michael Jackson ganharia US$ 132.000 mil dólares por suas atuações – muito menos do que US$ 835.000.000 que o contador Arthur Erk que já testemunhou a favor da família Jackson havia projetado para o cantor embolsar a partir de 260 shows ao redor do mundo.

Planos e cálculos da empresa foram apresentados aos jurados na ação judicial movida por Katherine Jackson contra AEG Live. Os advogados de Katherine Jackson usou a programação dos shows para mostrar que a empresa tinha planos de montar um regresso internacional para o artista e que as afirmações de seus especialistas foram apoiados pelos próprios planos da AEG.

A AEG tentou combater a estimativa de ganho anterior de Michael Jackson feita pelo Contador Público Arthur Erk.

Erk disse que Michael Jackson poderia ter ganho mais de $ 1 bilhão com as vendas de mercadorias, contratos publicitários e da criação de um show em Las Vegas na sua opinião.

No entanto, um advogado da AEG Live disse que Erk  fez suas projeções não baseando em dados históricos de rendimentos ou de gastos de Michael Jackson.

O perito para a família Jackson também testemunhou acrescentou perdidos em projeções de ganho de endossos de vestuário.

AEG mostrou ao júri uma parcela da deposição do vídeo de Erk na tentativa de desacreditar a sua estimativa de ganhos potenciais perdidos por Michael Jackson.

“Ninguém estava interessado em qualquer evidência do endosso das roupas?”, foi perguntado.

“Eu não vi”, diz Erk.

A agenda dos shows elaborado pela AEG Live, em setembro de 2008 incluía shows na Europa, Índia, Austrália e Estados Unidos. A lista foi prepara pelo executivo top da AEG Live que tentava convencer Michael Jackson na volta aos palco pela primeira vez em mais de uma década.

Michael Jackson finalmente concordou em fazer uma série de shows na O2 Arena, em Londres. Ele morreu em junho de 2009, enquanto os ensaios estavam em andamento para a turnê “This Is It”.

O cantor estava programado para realizar 50 shows em Londres a partir de julho de 2009, mas Michael  Jackson não tinha concordado em realizar shows em outros países.

Michael Jackson morreu de uma overdose do anestésico propofol administrado pelo médico em junho de 2009. Sua mãe afirma que a AEG Live não investigou devidamente o médico que mais tarde foi condenado por homicídio culposo.

Um júri de seis homens e seis mulheres estão ouvindo o processo e considerando possíveis danos causados pela AEG.

A empresa nega que contratou o médico ou tem qualquer responsabilidade pela morte do superstar.

AEG Live projetou que Michael Jackson poderia ter ganhado entre US $ 22 milhões a $ 30.700,00 milhões com os shows em Londres. O cantor não tinha nenhum patrocínio ou contratos publicitários para performances.

Os jurados também assistiram um vídeo gravado com o depoimento da filha do cantor, Paris Jackson que disse que seu pai lhe disse que ele não pretendia fazer mais shows depois dos shows de Londres, mas tinha a intenção de levar seus filhos em uma turnê mundial.

“Ele ainda tinha um monte de música que ele ainda estava trabalhando, mas ele meio que precisava relaxar”, disse Paris Jackson.

No vídeo Paris é vista segurando um bocejo enquanto ela responde às perguntas dos advogados da AEG.

“Será que ele explicou quanto tempo duraria a turnê”, o advogado perguntou o advogado.

“Eu assumo um longo tempo desde que era uma turnê mundial. Aquela que costumam durar muito tempo”, disse ela.

Duvido que Michael Jackson iria ganhar apenas entre US$ 22 ou 30 milhões de dólares com esta turnê… Iria ganhar muito mais, já que os souvenires são de praxes (camiseta, chaveiro, posteres etc)…

Os advogados pensam que as pessoas são otárias.

Lyllyan

Fonte: CBS Los Angels