Olá,

Kenny Ortega, o diretor da turnê “This Is It” de Michael Jackson, caiu em lágrimas ao descrever as condição  da estrela pop durante o julgamento de homicídio culposo em curso do cantor.

Kenny Ortega

Poucos dias antes da morte de Michael Jackson em junho de 2009, Ortega lembrou que sua aparência era “muito, muito preocupante”, acrescentando: “Eu vi um Michael que me assustou.”

Comentários de Ortega veio durante seu terceiro dia de depoimento contra AEG Live, a promotora de “This Is It”, que está sendo processado pela mãe de Jackson por até US $ 40 bilhões. Katherine Jackson acusou a empresa de falhar quntos aos sinais da saúde debilitada de seu filho durante os ensaios e não investigar adequadamente o médico de Michael Jackson, Conrad Murray, que foi condenado por homicídio culposo, depois de dar ao cantor uma dose fatal do anestésico propofol.

Enquanto AEG Live negou tais acusações, o testemunho de Ortega pintou um retrato de um Michael Jackson que estava claramente mal e mal cuidado. O diretor disse que, durante pelo menos quatro ensaios, Michael Jackson parecia estar sob a influência de alguma substância, e que seu comportamento era estranho, muitas vezes seguidas das visitas ao médico.

Durante um ensaio, seis dias antes de sua morte, Ortega lembrou que Michael Jackson estava frio, tremendo e incerto de seu entorno, quando o ensaio terminou, Ortega enviou um e-mail ao CEO da AEG Live, Randy Phillips, sobre a sua condição, alertando a encontrar o bom atendimento e descrevendo o cantor como um “menino perdido”.

Ortega disse que teve uma reunião tensa no dia seguinte com Murray e Phillips, durante a qual o médico insistiu que Michael Jackson era capaz de ensaiar.

Kenny Ortega disse que temia que a turnê de Michael Jackson fosse um fracasso

Depois deste depoimento, tenho quase que total certeza que o Kenny Ortega não conseguirá mais trabalhar na AEG Live porque os executivos não deixaram porque ele está contando tudo…

Lyllyan

Fonte: Rolling Stone & BBC News