Olá,

Intérprete do tímido Téo na novela Rebelde, da TV Record, Bernardo Falcone conquistou o público adolescente em todo o Brasil. Interessado pelas artes desde cedo, o carioca de 29 anos já teve uma banda e estudou teatro. Mas foi no Disney Channel, onde participou do reality High School Musical – A Seleção e estrelou o seriado Quando Toca O Sino, que ele deu os primeiros passos na carreira de ator, que deslanchou na adaptação do sucesso teen pela Record.

Bernardo Falcone demorou cerca de um mês para concluir o disco Foto: Reprodução/Twitter

Fã de Michael Jackson, ele chegou a fazer participações nos shows da banda Rebelde, mas agora está focado no trabalho musical. Na correria para lançar o álbum, ele não revela se está comprometido e se reserva a dizer que está “feliz e abençoado”.

Quem acompanha o Twitter de Beni, como é carinhosamente conhecido por seus mais de 500 mil seguidores, sabe do momento inspirado do rapaz. Com o sucesso de dois singles no iTunes, resultado da parceria com a cantora Jullie, e a apresentação com a sensação do momento, Anitta, Beni falou com exclusividade à Bangshowbiz sobre música, TV e o esperado primeiro álbum da carreira.

Bangshowbiz – Você ficou conhecido do grande público na TV, mas o que prefere, cantar ou atuar?

Bernardo Falcone – Eu gosto muito dos dois, de verdade. Quando faço um, sinto falta do outro. O lance de atuar é poder dar vida a alguém diferente de você, experimentar um gestual diferente, roupas diferentes, uma vida diferente. E cantar para mim é um contato direto comigo mesmo. Como sou eu que componho minhas músicas, é como se eu escrevesse e protagonizasse a minha própria obra. Mas as duas coisas partem de um mesmo lugar, que é a minha maneira de observar o mundo, a minha visão crítica das coisas que me cercam.

Bangshowbiz – Como foi a experiência quando estava no Disney Channel?

Bernardo – Foi muito bom! Nunca imaginei que trabalharia numa empresa como a Disney. Eles estavam dando os primeiros passos nas produções locais e eu dando os meus primeiros passos na televisão. Era um clima muito família e de colaboração mútua. Os três anos que passei lá me ajudaram a ter a base do que fiz a partir dali. Sou muito grato ao Disney Channel.

Bangshowbiz – O que mudou na sua vida depois de Rebelde?

Bernardo – Fazer um projeto da grandeza de Rebelde foi um divisor de águas na minha vida profissional, sem dúvida. Além de ser a primeira novela que eu fiz, Rebelde foi uma plataforma pra eu entrar em contato com muito mais gente do que no Disney Channel, por exemplo. Fiquei mais conhecido por causa disso e pude sonhar sonhos maiores ainda. O CD é um deles.

Bangshowbiz – Você tem saudade da rotina de gravações?

Bernardo – Muita! Em dois anos de novela fiz muitos amigos e vivemos coisas que levarei pro resto da minha vida. Tenho saudade do dia a dia, da rotina, e muita saudade dos fãs, que ficavam na porta da emissora e que todo dia eu parava para falar, tirar foto, trocar ideia. Era uma boa maneira de ter um contato direto com o público, que espero retomar agora com os shows. Mantenho amizade com grande parte do elenco dos alunos, núcleo do qual eu fazia parte.

Bangshowbiz – Por que a decisão de focar a carreira na música agora?

Bernardo – Porque estou tendo tempo pra focar nisso. Nunca abandonei a música, mas nos últimos cinco anos ficou bem difícil de me concentrar em lançar um CD. Eu nem sabia que sabia compor músicas!

Bangshowbiz – O que o público pode esperar do seu novo álbum?

Bernardo – Eu quero que as pessoas se divirtam, dancem, que minhas músicas as inspirem a serem elas mesmas, felizes com o que tem e que possam usar as faixas como trilha sonora dos momentos com seus amigos, dos momentos de alegria e de tristeza também, por que não?

Bangshowbiz – Por que a opção pelas músicas de pista?

Bernardo – Porque eu sou da pista! Eu frequento a noite, eu gosto de música eletrônica, sempre gostei e consumi. Faço o tipo de música que eu gostaria de ouvir. Nada contra, mas não teria como eu lançar um CD de sertanejo ou de funk, por exemplo. Minhas músicas refletem quem eu sou.

Bangshowbiz – O que não pode faltar no seu mp3 player?

Bernardo – Bateria. Brincadeira! Michael Jackson, Janet Jackson e Björk.

Bangshowbiz – Como foi o processo de produção das músicas? 

Bernardo – Eu já havia lançado dois singles no ano passado, que foram super bem no iTunes. Para a produção do CD, em maio, minha empresária deu um prazo pra mim e para o meu produtor, Bernardo Martins. Era algo em torno de um mês para criarmos, produzirmos e gravarmos mais oito músicas, para completar o álbum. Foi estressante, por diversos momentos achei que não conseguiria, mas no final tivemos que deixar músicas de fora, porque conseguimos focar e criar coisas muito legais nesse tempo.

Bangshowbiz – Quais foram as referências musicais para o trabalho?

Bernardo – Michael Jackson sempre. Lembro de assistir uma entrevista dele em que ele dizia que tudo começava com a batida e uma melodia. Se esses dois não te pegarem, a música não é boa. Nacional, eu sou fã do Lulu Santos, tenho muita vontade de um dia colaborar com ele em alguma criação. Pra mim, ele é o rei do pop no Brasil.

Ainda bem que ninguém acredita neste monte baboseira que saiu sobre Michael Jackson, senão ninguém se inspiraria nele…

Lyllyan

Fonte: Terra