Olá,

Três meses antes de Michael Jackson morrer, um executivo da promotora de shows AEG Live, escreveu um e-mail para um outro executivo da companhia, dizendo: “Nós precisamos desconectar o plugue agora. Vou explicar.”

Michael Jackson rehearses for his 2009 concert tour.

O e-mail foi enviado em 25 de março de 2009 de Randy Phillips para Paul Gongaware, que prestou depoimento nesta terça-feira, 28/05/13, o que se espera que seja o primeiro de vários dias de depoimentos.

Gongaware negou que o e-mail fizesse referência ao estado de Michael Jackson  para a turnê “This Is It” que aconteceria  em Londres, mas o e-mail era em referência em em  “desconectar o plugue da Karen Faye”, maquiadora e amiga de longa data do cantor que havia expressado temores sobre a frágil saúde de Michael Jackson.

“Nós nunca conversamos sobre puxar a ficha de Michael Jackson para a turnê, não que eu me lembre.”, disse Gongaware, co-executivo-chefe da divisão de turnê da AEG Live.

Faye testemunhou no início do julgamento que ela disse ao Kenny Ortega, diretor da turnê em junho que ela estava preocupada com a possibilidade de Michael Jackson morrer.

Em outro e-mail de 25 março de 2009, Ortega escreveu para Gongaware que era da Faye “a forte opinião que isso era perigoso e impraticável com atenção à saúde do MJ e capacidade de executar.” O cantor morreu em 25 de junho de 2009, enquanto ele estava ensaiando para a turnê.

O e-mail, mostrado ao júri no processo por negligência na morte movida pela mãe de Jackson e pelos seus filhos, levanta questões sobre quão cedo as pessoas começaram a enviar avisos sobre a saúde de Michael Jackson.

“Eu acho que Kenny queria desconectá-la, porque da forma como ela lidou com a situação”, disse Gongaware depôs sobre Faye. “Ela tentou controlar o acesso a Michael Jackson e Kenny não gosto disso.”

Em outros e-mails mostrados ao júri, Gongaware denegriu com falta de ética o trabalho de Michael Jackson. Ele disse que seu assistente alterou as cores do calendário do cantor, e assim ele pensaria que ele tinha mais dias de folga.

“Descobri isso,  então pensei que parecia que ele não está trabalhando muito”, escreveu Gongaware.

Em outro e-mail, Gongaware escreveu sobre a necessidade de Michael Jackson aparecer em uma coletiva de imprensa em Londres anunciando os shows.

“Nós não podemos ser forçados a parar com isto, MJ vai tentar fazer porque ele é preguiçoso e muda constantemente sua mente só para fazer de imediato o que quer”, escreveu ele.

Explicando o e-mail, Gongaware testemunhou que Michael Jackson “realmente não gostava de ensaiar. Ele não gosta de fazer esse tipo de coisa.”

Karen Faye diz que Michael Jackson estava paranoico e falando consigo mesmo nos últimos dias

Tanto faz se a Karen Faye opinasse ou não, ninguém dava ouvidos mesmo… Agora o executivo da AEG tenta dizer que ele queria ela fora… Ah para!!! Ele poderia até querer se desconectar de Michael Jackson, mas o que sempre importou nesta turnê foi o dinheiro, o resto foi visto como consequência.

Lyllyan

Fonte: La Times