Olá,

De acordo com o jornal inglês The Sun, Michael Jackson usava o anestésico Propofol com o objetivo de visitar o mundo dos mortos, durante seus sonos profundos. E foi exatamente uma dose exagerada do medicamento que o matou em 2009.

A revelação foi feita pelo guru espiritual Deepak Chopra, amigo pessoal do falecido cantor.

Segundo Chopra, Jackson tentava entrar em contato com a vida após a morte e, por isso, se submetia a esse poderoso anestésico que ele chamava de ‘leite’.

O guru comentou que o amigo quase nunca conversava com ele sobre seus problemas de abuso de drogas: “Muito casualmente ele tocava no assunto”.

Mais um que não sabia… Haja paciência!

Lyllyan

Fonte: The Sun & OFuxico