Olá,

O Google anunciou na quinta-feira uma gama de ferramentas para controlar os serviços do gigante de buscas após a morte. O Gerenciador de Contas Inativas (Innactive Account Manager, em inglês) permite que o usuário diga quais dados devem ser deletados ou enviados para entes queridos depois de um determinado período sem uso. As informações são da Wired.

Usuário deve configurar serviço notificações e acessos Foto: Reprodução

Usuário deve configurar serviço notificações e acessos

“Poucos de nós gostam de pensar na morte – em especial a nossa própria. Mas fazer planos para o que acontece depois que você se for e muito importante para as pessoas que você deixa para trás”, explica o Google no post de blog que anuncia as ferramentas. O texto – que admite que o recurso não ganhou “um ótimo nome” – acrescenta que a ideia do gerenciador é permitir que o usuário “planeje a vida digital após a morte – de uma forma que proteja sua privacidade e segurança”.

Google avisa por SMS e e-mail um mês antes de a conta ser considerada inativa Foto: Reprodução

Google avisa por SMS e e-mail um mês antes de a conta ser considerada inativa

É o dono da conta quem decide qual o período de inatividade – com opções de três, seis, nove ou 12 meses. Um mês antes de o tempo terminar, o usuário recebe um aviso do Google, por e-mail ou SMS, de que as ações pré-definidas serão tomadas.

As ferramentas permitem gerenciar os dados do Gmail, Blogger, Google+, Picasa, YouTube e Google Voice, além da agenda de contatos. É possível escolher “contatos confiáveis” para receber dados e fotos dos serviços – mas as senhas não são passadas adiante.

Usuário pode escolher "contatos confiáveis" com quem compartilhar informações após a morte Foto: Reprodução

Usuário pode escolher \”contatos confiáveis\” com quem compartilhar informações após a morte

Para acessar os dados, esses contatos recebem um código de verificação, enviado via SMS para o número fornecido pelo dono da conta. Na configuração do envio, também é possível deixar escrito o texto do e-mail que será enviado à pessoa “confiável” sobre os dados que ela está recebendo.

O usuário também pode optar por deletar os dados permanentemente – o que só que acontece depois de as outras configurações, como envio aos contatos confiáveis, terem sido executadas -, o que inclui informações públicas, como comentários em blogs e vídeos do YouTube. Independente das opções, um recurso permite deixar uma “resposta automática” para o e-mail do usuário.

E se houver alguma questão familiar e alguém quiser acesso a esses dados? Ao TechCrunch, um porta-voz do Google esclarece que “em caso de conflitos, serão honradas as escolhas feitas pelo Gerenciador de Contas Inativas até onde a lei permitir”.

Usuário deve configurar serviço notificações e acessos Foto: Reprodução

Usuário deve configurar serviço notificações e acessos

A ideia é boa, até porque ninguém vai viver para sempre, mas como vou programar algo que ainda não sei quando irá acontecer? 

Eu prefiro deixar os dados com um ente querido providenciar o cancelamento de tudo…

Fonte: Terra